PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Viva Ronaldo" e selfie até com fã detido: como Old Trafford emocionou CR7

Hannah McKay/Reuters
Imagem: Hannah McKay/Reuters

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

24/10/2018 04h00

No reencontro com o Manchester United, um gesto de Cristiano Ronaldo adoçou um pouco o sabor amargo com que a torcida inglesa deixou o Old Trafford, na última terça-feira (23), com a derrota por 1 a 0 para a Juventus, na terceira rodada da Liga dos Campeões.

Muito tempo depois do apito final, alguns aficionados ainda assistiam, nostálgicos, o ídolo ser o último a deixar o gramado onde encantou o público entre 2003 e 2009, quando saiu para o Real Madrid com o status de melhor do mundo. Ávidos por um contato mais próximo com o astro, dois fãs invadiram o campo – algo que já havia acontecido com outra pessoa nos minutos iniciais da partida. Desta vez, no entanto, um toque de classe de Cristiano reforçou por que ele arrasta multidões por onde passa e é o jogador com mais seguidores nas redes sociais. Só no Instagram são 143 milhões de pessoas que o acompanham.

Um dos invasores poderá compartilhar algo especial no aplicativo de fotos. Ao ser derrubado e detido pelos seguranças enquanto tentava alcançar CR7, ele deixou o celular cair no campo. Ronaldo pegou o telefone e, mesmo com o fã imobilizado, tirou uma selfie dos dois. Como reconhecimento do carinho, Old Trafford retribuiu:

“Viva Ronaldo! Viva Ronaldo! Viva Ronaldo!”.

Sensibilizado, o atacante bateu no peito e agradeceu pela ovação antes de entrar no túnel em direção aos vestiários.

“Ele estava emocionado, porque passou muito tempo aqui e deve ser muito lindo voltar aonde ele foi muito feliz”, disse Paulo Dybala, autor do gol da Juventus. “Ver o jeito com que o Cristiano trabalha e joga serve de inspiração para todos. Desde a chegada dele aumentou o nosso entusiasmo”, acrescentou o lateral-esquerdo Alex Sandro.

"Voltar a Manchester é uma emoção muito grande. Quando saiu o sorteio, lembrei da história que fiz aqui e da torcida incrível que o United tem", afirmou CR7 na véspera do confronto.

Embora tenha passado em branco, Cristiano Ronaldo jogou bem no seu segundo returno à sua ex-casa. Se em 2013 ele marcou um gol pelo Real Madrid que ajudou a eliminar o United nas oitavas de final do torneio, com a Juve o português participou do lance decisivo da noite ao cruzar a bola que sobrou para Dybala abrir o placar.

Ronaldo só não deixou o dele no início do segundo tempo porque o goleiro De Gea foi buscar no ângulo um arremate do camisa 7, que terminou o jogo como o maior finalizador ao lado de Paul Pogba e do companheiro Dybala, cada um com três chutes. Esta foi a 11ª partida pela Velha Senhora. São cinco gols marcados.

Invicta após 12 partidas na temporada (apenas um empate), a Juve lidera o Grupo H com 100% de aproveitamento. No Campeonato Italiano, também ocupa a dianteira após 9 rodadas, com quatro pontos de vantagem para o Napoli.

No lado do United, aumenta a pressão pela falta de resultados e atuações pouco convincentes. O time de José Mourinho é o segundo da chave no torneio europeu, com 4 pontos, mas somou apenas 1 nas duas apresentações em casa pela competição, na igualdade por 0 a 0 com o Valencia. Na Premier League, é décimo colocado, nove pontos atrás do líder e rival Manchester City. Mourinho ainda viu sua equipe ser eliminada em casa na Copa da Liga, pelo Derby County, clube da Segunda Divisão treinado por Frank Lampard.

Futebol