PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Apoio a Haddad contra Bolsonaro causa racha em torcidas organizadas

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

24/10/2018 04h00

A entrega de um manifesto pela democracia ao candidato Fernando Haddad (PT) causou um racha em um grupo de 69 torcidas organizadas do Brasil. Na segunda-feira (22), as agremiações assinaram um manifesto que fazia críticas a discursos de Jair Bolsonaro, do PSL, e ao senador eleito Major Olímpio, que coordena a campanha do capitão reformado. No manifesto, os militares foram acusados de “autoritarismo” e de agir contra a democracia.

Olímpio já apresentou um projeto de lei para proibir as organizadas e disse que pretende apresentá-lo outra vez na próxima legislatura.

“É imensamente importante que tenhamos clareza e diálogo para nos posicionarmos nesse momento em nome da democracia e da liberdade!”, diz o texto, escrito por coletivos de esquerda de São Paulo e distribuído pela Anatorg, a associação nacional das organizadas. “Por isso apoiamos, neste segundo turno, a candidatura que representa a sobrevivência da democracia. Estamos em uma luta da democracia contra o autoritarismo!”

O manifesto foi entregue em um ato da campanha de Haddad, que reuniu artistas, intelectuais e líderes religiosos no teatro da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo. Na ocasião, torcedores paulistas ergueram bandeiras e entoaram cânticos a favor do petista e contra o capitão reformado.

Organizadas fizeram ato de apoio a Fernando Haddad em São Paulo - Reprodução - Reprodução
Organizadas fizeram ato de apoio a Fernando Haddad em São Paulo
Imagem: Reprodução

No dia seguinte, diante da repercussão da reportagem do UOL Esporte que relatou o encontro, cerca de dez agremiações, como a Máfia Azul, do Cruzeiro, afirmaram ter assinado o documento sem saber que ele seria entregue a Haddad em um ato de campanha, e que seria visto como uma forma de apoio ao petista.

Em uma nota oficial, a torcida do Cruzeiro disse que ficará neutra no segundo turno e que “o associado da agremiação é livre a decidir em quem votar nas eleições que ocorrerão no próximo dia 28 de outubro”. Depois da polêmica, a Máfia Azul resolveu se desfiliar da Anatorg.

Outras torcidas pediram para tirar seu nome do texto assinado no dia anterior, em um debate que esquentou o clima nos grupos de Whatsapp que reúnem as lideranças. “Somos neutros em política, não apoiamos nem direita nem esquerda”, afirmou o presidente da Terror Fantasma, do Primavera (SP). “Somos contra sim o projeto do Major Olímpio que quer acabar com as organizadas.”

“Ficou ruim para gente porque muita gente que não gosta do candidato veio nos criticar”, disse Gabriel Lorpinha, o presidente da Torcida Jovem do Guarani, de Campinas. “Somos a favor da democracia e por isso acreditamos que todo mundo pode votar em quem quiser.”

Manifesto pró-Haddad foi escrito por torcidas de esquerda

O UOL Esporte apurou que o texto do manifesto foi proposto por coletivos paulistas como a Democracia Corinthiana e o Porcomunas e depois submetido à aprovação de cerca de 200 torcidas filiadas à Anatorg, a associação nacional de organizadas. As 69 torcidas que se pronunciaram deram seu aval até a noite de ontem - a última foi justamente a maior delas, a Gaviões da Fiel, cuja diretoria voltava de Salvador depois de acompanhar jogo do Corinthians contra o Vitória.

A Gaviões é uma das organizadas mais assertivas na campanha contra Bolsonaro, tendo anunciado voto contra o capitão reformado ainda no primeiro turno. Na ocasião, o presidente Rodrigo “Digão” publicou um texto em seu perfil no Facebook conclamando os organizados a não votar em Bolsonaro, o que também gerou críticas internas.

A Torcida Jovem do Santos também se manifestou publicamente contra Bolsonaro no primeiro turno. As principais agremiações de Palmeiras e São Paulo preferiram se dizer neutras na corrida presidencial, apesar de a Mancha Alviverde ter orientado voto contra Major Olímpio, chamado de “verme” e “inimigo das torcidas”.

Alex “Minduim”, corintiano e presidente da Anatorg, afirmou que o manifesto não mostra claramente o apoio a Haddad, mas apenas o repúdio ao “projeto autoritário representado por Major Olímpio e Jair Bolsonaro.”  

O racha no grupo das torcidas que assinaram o manifesto veio depois que diretores passaram a ser cobrados por membros por tomarem uma decisão sem consultar a coletividade. Alguns diretores afirmaram, porém, que acreditavam que o manifesto seria relacionado apenas à realidade das organizadas e apartidário.

Procurada, a assessoria de imprensa do senador eleito Major Olímpio, criticado pelos torcedores, disse que ele não se pronunciaria.

Torcida do Atlético usou nome de Bolsonaro no estádio

As eleições já haviam sido tema de discussão nas arquibancadas quando parte da torcida do Atlético-MG entoou um cântico homofóbico contra os cruzeirenses no Mineirão. O episódio rendeu notas de repúdio de coletivos de torcedores e do próprio clube, que acabou multado pelo STJD.

Em uma partida recente pela Libertadores, uma faixa com o slogan da campanha de Bolsonaro foi estendida no meio da torcida do Grêmio. Apesar disso, até agora nenhuma organizada se posicionou oficialmente a favor do militar reformado.

Leia o manifesto das organizadas pela democracia

MANIFESTO DAS TORCIDAS PELA DEMOCRACIA

Vivemos hoje no Brasil um momento delicado e decisivo. Estamos há menos de quinze dias de uma eleição em segundo turno para escolhermos o presidente do país.

De um lado, uma democracia conquistada a duras penas e muita luta, de outro, um retrocesso conservador que motivou a luta de tantos cidadãos em nome da democracia e liberdade que ainda buscamos.

Os riscos trazidos por essa polaridade causaram desencontro de informações baseados no ódio, na mentira, na construção de um inimigo público comum e na falsa ideia de que para corrigir erros, é preciso somente punir e privar os indivíduos de sua liberdade.

É preciso vir a público para manifestarmos e defendermos o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO que conquistamos ao longo dos anos em que vivemos sob um regime militar. É preciso definir que tipo de sociedade queremos ser! E nós queremos a democracia!

As entidades que assinam esse manifesto se mostram preocupadas e buscam esclarecer a seus participantes que as vias obscuras de poder podem ser prejudiciais à nossa existência.

Major Olímpio, senador eleito e apoiado pelo candidato extremista da direita, já deixou claro seu objetivo de acabar com as torcidas organizadas criminalizando suas ações e seus componentes. Não podemos admitir tamanha injustiça e autoritarismo. Não podemos permitir que todo e qualquer ativismo social existente no Brasil seja extinto e apagado, dilacerando milhões de pessoas que querem apenas exercer seus direitos.

É imensamente importante que tenhamos clareza e diálogo para nos posicionarmos nesse momento em nome da democracia e da liberdade! Caso contrário, todos os nossos sonhos e lutas terão sido em vão. Por isso apoiamos, neste segundo turno, a candidatura que representa a sobrevivência da democracia. Estamos em uma luta da democracia contra o autoritarismo!

Assinam esse manifesto as seguintes torcidas:

Internacional

FORÇA FEMININA COLORADA
NAÇÃO INDEPENDENTE COMANDO VERMELHO
FRENTE INTER ANTIFASCISTA
SUPER FICO - FORÇA INDEPENDENTE COLORADA

Grêmio

TORCIDA INDEPENDENTE MÁFIA TRICOLOR
TRIBUNA 77
LEVANTE GREMISTA
GREMIO ANTIFASCISTA
DEMOCRACIA GREMISTA

Vasco

FORÇA INDEPENDENTE
ESQUERDA VASCAÍNA

Corinthians

GAVIÕES DA FIEL
COLETIVO DEMOCRACIA CORINTHIANA
MTR - MOVIMENTO TRADIÇÃO E RESISTÊNCIA - CAMISA 12
GRÊMIO RECREATIVO CULTURAL CORINGÃO CHOPP TORCIDA
FIEL TORCIDA JOVEM CAMISA 12
TORCIDA FIEL MACABRA

Palmeiras

PALMEIRAS ANTIFASCISTA (P16)
PORCOMUNAS

Flamengo

NAÇÃO 12

Santa Cruz

CORAL ANTIFA
MOVIMENTO POPULAR CORAL
AVANTE SANTA CRUZ - PORTÃO 10
COLETIVO DEMOCRACIA SANTACRUZENSE

Sport

ANTIFA SPORT

Náutico

TIMBÚ ANTIFA
BRIGADA POPULAR ALVIRRUBRA

Cruzeiro

MÁFIA AZUL

ABC (RN)

CAMISA 12
TORCIDA GARRA ALVINEGRA

CSA (AL)

TORCIDA FORÇA AZUL
CSA ANTIFA

Ceará

MOVIMENTO ORGANIZADO FORÇA INDEPENDENTE

Fortaleza

LEÕES DA TUF

Ferroviário (CE)

TORCIDA FALANGE CORAL

Guarani (SP)

TORCIDA JOVEM

Ponte Preta

PONTERROR

Vitória

BRIGADA MARIGUELLA
VITÓRIA POPULAR

Bahia

FRENTE ESQUADRÃO POPULAR

América (RN)

VANGUARDA VERMELHA

Caxias (RS)

FORÇA INDEPENDENTE FALANGE GRENÁ

Sampaio Corrêa (MA)

TORCIDA TUBARÕES DA FIEL

Inter de Santa Maria (RS)

T.O.I FANÁTICOS DA BAIXADA

Botafogo (PB)

TORCIDA IMPÉRIO ALVINEGRO
TORCIDA JOVEM  
VELHA GUARDA DA TJB

Remo (PA)

TORCIDA ORGANIZADA REMOÇADA
TORCIDA ORGANIZADA PAVILHÃO 6
REMO ANTIFA

Guarani (MG)

TORCIDA ORGANIZADA GUARAGOLO - 1989

Sergipe

TORCIDA ORGANIZADA ESQUADRÃO COLORADO

Santo André (SP)

TORCIDA ESQUADRÃO ANDREENSE 22

Catanduvense (SP)

TORCIDA COMANDO CATANDUVA

Independente de Limeira (SP)

TORCIDA GUERREIROS DA NAÇÃO GALISTA

Primavera (SP)

TORCIDA TERROR FANTASMA

Paulista de Jundiaí (SP)

TORCIDA ORGANIZADA RAÇA TRICOLOR

São Paulo (RS)

TORCIDA ORGANIZADA MANCHA RUBRO-VERDE

Sertãozinho (SP)

TORCIDA ORGANIZADA RAÇA GRENÁ

Noroeste (SP)

TORCIDA ORGANIZADA FALANGE VERMELHA

Brasil de Pelotas (RS)

XAVANTES ANTIFASCISTAS

América (PE)

MECA ANTIFA

Confiança (SE)

CONFIANÇA ANTIFA

Treze (PB)

TREZE ANTIFA

Juventus (SP)

SETOR 2

Pelotas (RS)

DEMOCRACIA LOBÃO

Nordeste

TORCIDAS ANTIFAS UNIDAS - NORDESTE

Futebol