PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Público vai aplaudi-lo. Ele merece". Fãs do United prometem carinho a CR7

Emilio Andreoli/Getty Images
Imagem: Emilio Andreoli/Getty Images

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, Manchester (ING)

23/10/2018 04h00

Cristiano Ronaldo saiu do Manchester United em 2009, como melhor do mundo e então jogador mais caro da história (R$ 256 milhões pagos pelo Real Madrid), mas ainda pode ser visto em destaque por todas as partes no Old Trafford. No mural com fotos de ídolos no pátio principal fora do estádio, no café na parte interna, no museu. Em um camarote batizado como “Suíte Nº7”, ele divide espaço com George Best, Eric Cantona e David Beckham, outras lendas eternizadas com a camisa cuja numeração no clube tem mística semelhante à “10” para o futebol brasileiro.

O português retorna ao palco onde passou seis temporadas, virou ídolo e explodiu para o futebol mundial. Adorado em Manchester, o jogador de 33 anos vive dias turbulentos por causa de um escândalo sexual. Em 1º de outubro, a polícia de Las Vegas reabriu uma investigação a pedido de Kathryn Mayorga, que acusa CR7 de tê-la estuprado em hotel da cidade norte-americana em 12 de junho de 2009, coincidentemente no período em que ele acertou a sua saída do United.

Agora pela Juventus-ITA, que se manifestou publicamente a favor do astro alvo de acusações, Ronaldo enfrentará o ex-clube pela terceira rodada da fase do Grupo H da Liga dos Campeões, às 16h (de Brasília).

Este será o segundo retorno de Cristiano a Old Trafford desde que Sir Alex Ferguson, então treinador, aceitou liberá-lo para o Real Madrid. Em 2013, então com os merengues, ele foi recepcionado de maneira efusiva pelos fãs. Com um gol (sem comemoração exaltada), ajudou a eliminar os Diabos Vermelhos nas oitavas de final da Liga dos Campeões na vitória por 2 a 1.

Quem conhece bem a admiração dos torcedores do United por CR7 aponta que ele pode esperar outra demonstração de carinho. A ex-casa sediará a primeira partida do atacante fora da Itália desde que Kathryn entrou com nova ação civil contra Ronaldo, em 27 de setembro.

Na frente do estádio Old Trafford, ambulante mostra cachecol de Cristiano Ronaldo - Caio Carrieri/Colaboração para o UOL - Caio Carrieri/Colaboração para o UOL
Imagem: Caio Carrieri/Colaboração para o UOL
“O público vai aplaudi-lo, porque ele merece”, assegura Jon Valentine, 60, histórico vendedor ambulante dos tradicionais cachecóis do clube. “Ele decidiu muitos jogos a favor do United e conquistou diversos títulos importantes”, acrescenta em alusão às três taças da Premier League, uma da Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, uma Copa da Inglaterra, duas Copas da Liga e uma Supercopa inglesa. “É muito difícil saber o que aconteceu em um caso de nove anos atrás e com muitos interesses envolvidos. E existe a presunção da inocência até que o acusado seja considerado culpado em última instância”.

Malcom Gates, 61, torcedor que viajou 340 km de Londres só para assistir à partida, corrobora a visão sobre o ídolo. “Não tenho dúvida alguma de que ele será recebido de braços abertos por todos. Ele foi um de nós e, enquanto esteve aqui, foi brilhante”. Emmanuel Adams, 28, vai além. “É difícil pensar na possibilidade de ele ouvir algo negativo contra ele no Old Trafford, onde ele fez tantas pessoas felizes”. Em seis temporadas, CR7 marcou 118 gols em 292 jogos.

O UOL Esporte questionou o Manchester United se haverá algo especial para o ídolo no retorno a Old Trafford, mas o clube não respondeu até o fechamento desta reportagem.

Imagem de Cristiano Ronaldo em camarote do Old Trafford - Caio Carrieri/Colaboração para o UOL - Caio Carrieri/Colaboração para o UOL
Imagem: Caio Carrieri/Colaboração para o UOL

Futebol