PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Mataremos por essa camisa", diz Schelotto, antes de jogo com o Palmeiras

Schelotto conta com a ajuda da torcida para "explodir" a Bombonera contra o Palmeiras - Alejandro Pagni/AFP
Schelotto conta com a ajuda da torcida para "explodir" a Bombonera contra o Palmeiras Imagem: Alejandro Pagni/AFP

Do UOL, em São Paulo

21/10/2018 12h14

Encerrado o empate em 0 a 0 contra do Rosário Central, neste sábado (20), na Bombonera, o Boca Juniors finalmente voltou suas atenções ao Palmeiras. Os dois clubes iniciam a disputa por uma vaga na final da Libertadores na próxima quarta (24), em Buenos Aires.

Na entrevista coletiva após a partida pela Superliga Argentina, o técnico xeneize, Guillermo Schelotto, confirmou que neste sábado mandou a campo uma equipe mista com o objetivo de poupar alguns jogadores para a decisão contra o time brasileiro.

O ex-meio-campista também revelou que já tem em mente o time que entrará em campo na quarta. Para ele, nenhum clube tem vantagem sobre o outro, apesar do encontro entre ambos na fase de grupos.

"Eles também nos conhecem. Também acho que mudaram, inclusive, o técnico não é o mesmo. Com certeza, fazem coisas diferentes. Me parece que serão duas partidas apertadas. Nós os conhecemos e sabemos da qualidade dos jogadores que têm, e eles também sabem dos atletas que nós temos", declarou.

Em abril, em jogos válidos pelo Grupo 8, o Boca arrancou um empate em 1 a 1, no Allianz Parque, e, duas semanas depois, perdeu por 2 a 0, na Bombonera.

O Palmeiras, por sinal, ajudou o Boca Juniors a se classificar para o mata-mata da competição. Na rodada final, a equipe brasileira bateu o Junior Barranquilla, em casa, por 3 a 1. Caso o time colombiano vencesse, se garantia na segunda fase. O Boca fez sua parte e goleou o Alianza Lima, na Bombonera, por 5 a 0.

Conhecida pela pressão imensa que proporciona na Bombonera, Schelotto acredita que a torcida fará sua parte na quarta, motivando os jogadores. "Levamos muito tempo de trabalho e estamos chegando ao objetivo principal, que é a final da Libertadores. Nos faltam alguns passos. A torcida sempre apoiou, apesar de alguns resultados. Não tenho dúvidas que, na quarta, a Bombonera vai explodir e nós poderemos até matar por essa camiseta", respondeu.

A expressão usada pelo treinador dá dimensão do nível de entrega e seriedade que o Boca encara a semifinal da Libertadores. O primeiro jogo entre Boca Juniors e Palmeiras, pelas semifinais da Libertadores, será nesta quarta (24), às 21h45, na Bombonera. A partida de volta será na semana seguinte, no Allianz Parque, no mesmo horário.

Futebol