PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Volante e diretor do Santos, Renato diz que já "analisa mercado" para 2019

Aos 39 anos, volante trabalha há um mês em duas funções no clube em que é ídolo - Divulgação/Santos FC
Aos 39 anos, volante trabalha há um mês em duas funções no clube em que é ídolo Imagem: Divulgação/Santos FC

Do UOL, em São Paulo

20/10/2018 14h10

Aos 39 anos, o volante Renato vive os últimos meses de sua carreira como jogador no Santos e, ao mesmo tempo, inicia sua trajetória como dirigente do clube. Nomeado há um mês como diretor executivo de futebol do Peixe, o camisa 8 revelou participação em uma reunião nesta semana com José Carlos Peres, presidente do clube, e Sérgio Dimas, gerente administrativo. O assunto em pauta era o planejamento de reforços para 2019, temporada em que ele estará focado na função diretiva.

"Mesmo ainda jogando e com o Brasileiro em disputa, também já venho com o pensamento no próximo ano. Estamos no fim da temporada, então já está na hora de pensarmos em alguns reforços para que o Santos de 2019 possa conquistar títulos. Claro que em uma reunião acabam surgindo alguns nomes. É normal. A gente já está analisando o mercado pensando na próxima temporada. Óbvio que é uma coisa sigilosa, até porque ainda estamos lutando por classificação no Brasileiro. Nosso elenco já é qualificado, mas sei que precisamos de reforços em algumas posições para 2019", discursou o ídolo santista.

Renato soma 420 partidas pelo Santos em duas passagens (2000-2004 e 2014-2018) e é o 14º jogador que mais atuou na história do clube. Nesta temporada são 29 jogos, sendo 13 no Campeonato Brasileiro, e dois gols marcados. Ele está relacionado para a partida desta segunda-feira, contra o Internacional, pela 30ª rodada, e pode aumentar as marcas pessoais.

Nesta reta final da temporada, o volante vive uma rotina de chefe e subordinado do técnico Cuca: "É diferente, mas me coloco sempre à disposição dele dentro do campo. Fora das quatro linhas não rola mais brincadeiras, é mais uma coisa profissional mesmo, buscando analisar as situações para fazer o melhor pelo Santos no próximo ano. A adaptação de jogador para executivo vai acontecendo aos poucos. Procuro sempre ficar no CT, conversar com Cuca e Dimas, para ir pegando a ideia do que é a função."

Renato é o terceiro diretor executivo de futebol do Santos em 2018. Ele substituiu Ricardo Gomes, hoje gerente geral do Bordeaux-FRA, que, por sua vez, ocupou a vaga de Gustavo Vieira de Oliveira na diretoria do clube.

Futebol