PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem "filtro", Cuca lamenta palpite de presidente do Santos sobre Bryan Ruiz

José Carlos Peres, presidente santista, disse que Bryan Ruiz joga fora de sua posição - Ivan Storti/Santos FC
José Carlos Peres, presidente santista, disse que Bryan Ruiz joga fora de sua posição Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

19/10/2018 18h47

O técnico Cuca descartou o rotineiro “discurso político” utilizado por técnicos e jogadores em entrevistas coletivas ao falar sobre o palpite do presidente do Santos, José Carlos Peres, em relação a escalação da equipe santista. Nesta semana, o mandatário disse que o costarriquenho Bryan Ruiz não está sendo escalado em sua posição e, por isso, não rende o seu melhor futebol.

Cuca disse que lamenta o palpite do mandatário santista e que escala outros jogadores na posição de Bryan Ruiz pois conhece melhor o elenco santista. 

“Só lamento pois eu sempre que coloco o jogador, coloco na posição dele. É um cara que a gente gosta (Bryan Ruiz), um baita profissional. Às vezes eu tenho outros gostos por estar aqui o dia inteiro. Eu lamento essas palavras do presidente, mas bola pra frente. Vamos lá”, afirmou Cuca.

A frase de José Carlos Peres ocorreu na reunião do Conselho Deliberativo. "Bryan, no meu entendimento, é excelente jogador. Acredito que se ele jogar na posição dele, ele engrena. Já ouvi gente falando que não tem explosão, mas Lucas Lima não tem e é de referência. A não ser que o técnico queira alguém de explosão. Se pegar um cara de referência. Não entrou nunca assim, sempre esquerda ou direita, e não é assim. Achei que jogou bem assim, mas rende bastante como meia. Eu acho que mais um 10 seria interessante", opinou.

Cuca prometeu que utilizará o costarriquenho em mais jogos na próxima temporada, mas a explicação foi curiosa e arrancou gargalhadas de todos na sala de imprensa no CT Rei Pele´.

“Próxima temporada ele vai ter muito mais oportunidade do que essa. Daqui até o final do ano são 60 dias. Ele vai ter em 360 dias muito mais do que em 60 dias. Matemática”, disse Cuca.

Cuca tem contrato até o fim da próxima temporada, mas preferiu não confirmar sua permanência no alvinegro praiano.

“Eu tenho contrato até 2019, vamos pensar nesse ano que é o mais importante. Ano que vem a gente não sabe nem se estará vivo”, disse.

Vale lembrar que não é a primeira vez que Cuca e Peres divergem publicamente. Após a escalação irregular de Carlos Sánchez na Copa Libertadores da América, o treinador já disse que o clube precisa melhorar e muito profissional e, inclusive, se recusou a participar de uma entrevista coletiva ao lado do presidente para explicar sua críticas sobre o clube.

Futebol