PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogadores russos são investigados por agressão a funcionário público

Do UOL, em São Paulo

09/10/2018 13h41

O volante Pavel Mamaev e o atacante Aleksandr Kokorin, ambos jogadores com passagens recentes pela seleção da Rússia, são acusados de agressão a um funcionário do Ministério de Indústria e Comércio do governo de Vladimir Putin identificado como Denis Pak.

O incidente aconteceu na manhã de segunda-feira (8), de acordo com a imprensa europeia, em um café de Moscou. Testemunhas afirmam que uma das pessoas no local reclamou do barulho vindo da mesa onde Mamaev e Kokorin estavam com amigos.

Kokorin então se levanta, pega uma cadeira e acerta um homem em outra mesa. O homem em questão é Denis Pak, que precisou de atendimento médico após o ataque.

Por conta do incidente, as autoridades russas abriram uma investigação contra os jogadores. Em comunicado, o Ministério de Relações Interiores da Rússia disse que “a investigação está atualmente estabelecendo todas as circunstâncias e os participantes envolvidos no acidente”.

O Zenit St. Petersburg, clube no qual Kokorin atua desde 2016, também se manifestou. Em nota oficial, lamentou a atitude do jogador.

Kokorin e Mamaev defenderam a seleção da Rússia na Eurocopa de 2016 - Alex Livesey/Getty Images - Alex Livesey/Getty Images
Kokorin e Mamaev defenderam a seleção da Rússia na Eurocopa de 2016
Imagem: Alex Livesey/Getty Images
“O que aconteceu ontem em Moscou envolvendo Aleksandr Kokorin causou grande desgosto e indignação no clube”, diz o comunicado do Zenit. “Achamos que não é necessário falar de uma punição do clube para o jogador – ela virá, mas neste momento, a administração do Zenit e os torcedores apenas lamentam”, acrescenta.

O Krasnodar, no qual Mamaev atua desde 2013, foi além e anunciou a intenção de rescindir o contrato do meio-campista. “Estamos no momento procurando uma maneira de encerrar o compromisso com o atleta”, disse a equipe. “Infelizmente, contratos são feitos de maneira a proteger atletas profissionais de maneira mais extensa possível. Mas faremos tudo para resolver a questão”, assegurou.

Ambos defenderam a seleção russa na Eurocopa de 2016. Na ocasião, a equipe foi eliminada ainda na fase de grupos.

Futebol