PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jair Ventura passou em branco em 6 de últimos 7 jogos de mata-mata

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

24/09/2018 16h21

Para conseguir ser finalista da Copa do Brasil em 90 minutos, o Corinthians necessariamente precisa de ao menos um gol contra o Flamengo, na próxima quarta-feira (26), em Itaquera. O retrospecto ofensivo recente do treinador Jair Ventura em partidas eliminatórias, ao menos, não é positivo.

Se somados os jogos à frente de Botafogo, Santos e o único duelo eliminatório pelo Corinthians, em uma sequência de sete partidas, as equipes dirigidas por Jair Ventura, caracterizadas pelo enfoque defensivo, passaram seis desses confrontos sem anotar um gol sequer.

Na Copa do Brasil 2017, o Botafogo de Jair Ventura atingiu à semifinal, e saiu de dois jogos com o Flamengo sem conseguir concluir a gol. No primeiro confronto, empatou sem gols. No segundo, perdeu por 1 a 0.

O roteiro foi absolutamente idêntico ao confronto com o Grêmio nas quartas de final da Copa Libertadores. No duelo de ida, no Rio de Janeiro, empate sem gols em partida que ficou marcada como uma das melhores do jovem gremista Arthur. Na volta, em Porto Alegre, o paraguaio Lucas Barrios anotou o único gol.

Já a serviço do Santos, Jair Ventura atingiu a semifinal do Paulista 2018 e a oportunidade de mais um duelo eliminatório. O primeiro confronto acabou com vitória por 1 a 0 do Palmeiras, mas os santistas com quatro atacantes devolveram a derrota ao ganhar por 2 a 1, gols de Rodrygo e Sasha, no Pacaembu. Foi o único de sete jogos de mata-mata em que um time de Jair foi às redes - os palmeirenses, porém, avançaram nos pênaltis naquele dia.

Contratado pelo Corinthians para tentar conter a crise do time de Osmar Loss, Jair Ventura apresentou suas credenciais em um 0 a 0 contra o Flamengo, no duelo da ida, no Maracanã. Foi a formação mais defensiva do ano, com Gabriel, Ralf e Douglas pelo meio, Clayson e Romero nas pontas e Jadson livre na frente. O time deixou o Rio sem uma finalização sequer, mas levou a São Paulo a perspectiva de definir em casa.

Na somatória dos confrontos eliminatórios na carreira de Jair Ventura como treinador profissional, são 22 partidas disputadas até aqui, com 21 gols marcados. O aproveitamento foi de 66% nos duelos, com oito sucessos em 12 duelos de mata-mata, seja em séries de uma ou duas partidas.

Para encarar o Flamengo na próxima quarta, Jair deve repetir o Corinthians que empatou com o Internacional no domingo, com o retorno de Ralf à equipe ou a permanência de Gabriel sendo a única dúvida.

O time provável é: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel (Ralf) e Douglas; Romero, Mateus Vital, Jadson e Clayson. A equipe corintiana avança com vitória - caso o jogo termine empatado, a vaga na final se decide em penalidades.

Futebol