PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Richarlison lamenta por Pedro e promete luta pela titularidade da seleção

Richarlison em ação durante treino da seleção brasileira - Pedro Martins/MoWa Press
Richarlison em ação durante treino da seleção brasileira Imagem: Pedro Martins/MoWa Press

Pedro Lopes

Do UOL, em Nova Jersey (EUA)

03/09/2018 20h05

Convocado para a seleção brasileira após o corte de Pedro, centroavante do Fluminense que se machucou em jogo da equipe, Richarlison, que também defendeu o tricolor carioca, se disse triste pelo jogador. No entanto, mesmo largando atrás na briga, o jogador do Everton (ING) prometeu brigar pela titularidade. 

"Estou muito feliz pela oportunidade. Triste pelo Pedro, um grande amigo meu, mas quero agarrar essa chance. Não quero só vestir a camisa, quero buscar a titularidade", disse Richarlison.

O jogador destacou a velocidade com que as coisas aconteceram em sua carreira. 

"Para mim as coisas acontecem muito rápido. Há três anos e meio estava no América-MG, e agora estou na Inglaterra. Nem eu esperava tudo tão rápido. Só tenho a agradecer por esse momento, por estar na Seleção", declarou.

No Everton, Richarlison costuma atuar aberto pela esquerda, mas foi convocado por Tite para suprir uma vaga de centroavante. Confiante, o atacante se diz disposto a fazer qualquer coisa que Tite pedir.

"Jogo do jeito que o professor pedir, pedindo para fazer parede vou fazer, para ir pro fundo, vou fazer. É momento de mostrar trabalho, professor vai me explicar, espero fazer da melhor forma possível" afirmou. "Acho que é maravilhoso, estar vestindo a camisa é sempre uma honra. Pressão sempre vai ter, vestir a camisa da seleção é muita responsabilidade. Tem que fazer o trabalho, jogar bola, não curto muito aparecer para as câmeras".

Questionado se já pensa na Copa de 2022, no Qatar, o atacante preferiu ter cautela, e ressaltou a importância de brigar para se manter na seleção antes de pensar na próxima edição do Mundial.

"To pensando só nos amistosos, tem muita coisa para acontecer ainda. A gente ainda tem que seguir em alto nível nos clubes depois, para continuar na seleção.

O Brasil enfrenta a seleção dos EUA na sexta-feira, dia 7, no Metlife Stadium, em Nova Jersey. No dia 11, encara El Salvador, no Fedex Field, em Washington.

Futebol