PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato Augusto alega motivos pessoais e não disputará amistosos da seleção

Renato Augusto, meia do Brasil, comemora o gol marcado contra a Bélgica - Buda Mendes/Getty Images
Renato Augusto, meia do Brasil, comemora o gol marcado contra a Bélgica Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/08/2018 18h28

O meia Renato Augusto alegou motivos particulares e não disputará os amistosos da seleção brasileira nos dias 7 e 11 de setembro, contra Estados Unidos e El Salvador, nos EUA. A CBF optou por não desconvocar o jogador, e não irá chamar um substituto para as partidas. A decisão foi tomada em conversa com o coordenador Edu Gaspar.

Em suas redes sociais, o meio campista publicou um comunicado. "Gostaria de agradecer por mais uma convocação para a seleção brasileira, mas, neste momento, lamentavelmente um problema particular impede que eu me apresente para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador. Tive uma conversa com Edu Gaspar e Tite, e expus minhas razões para não defender a seleção nestes dois jogos", diz o texto. "Mais uma vez agradeço pela confiança que eles têm em mim e no meu trabalho. É sempre uma honra ser convocado e representar meu país, mas, agora, preciso desse tempo para resolver esse problema e seguir trabalhando para merecer uma nova chance. Desejo muita sorte aos meus companheiros no início desse novo ciclo".

Renato pode ser a terceira baixa sofrida no elenco brasileiro que disputará os confrontos nos EUA. Pedro, do Fluminense, já foi cortado por lesão. Nesta sexta-feira, o Corinthians detectou lesão em Fagner - com um periodo de recuperação de ao menos três semanas, o lateral direito deve ser cortado da lista.

O Beijing Guoian, clube de Renato, lidera o Campeonato Chinês e tem possibilidades de ir à final da Copa da China. Nos últimos dias, apresentou um pedido formal à CBF pedindo a liberação, mas a CBF acabou negando.

O meio campista sofreu com problemas físicos durante a disputa da Copa do Mundo: uma sobrecarga de treinamentos atrasou sua preparação física. Na eliminação diante da Bélgica, nas quartas de final, foi um dos destaques, marcando o gol brasileiro na derrota por 2 a 1. Ainda teve nos pés a chance de empatar a partida, mas sua finalização passou raspando na trave direita de Courtois.

O Brasil começa a chegar aos EUA neste domingo, quando desembarcam Tite e a comissão técnica. Na segunda-feira começam a chegar os jogadores. 

Futebol