PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Quem é o brasileiro que virou técnico-tampão da seleção do México

Tuca Ferretti comandou a seleção do México em amistosos em 2015 - AP Photo/Christian Palma
Tuca Ferretti comandou a seleção do México em amistosos em 2015 Imagem: AP Photo/Christian Palma

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

31/08/2018 04h00

A seleção do México recorreu a uma solução caseira para ganhar tempo até definir seu novo treinador. Ou melhor, quase caseira, já que Tuca Ferretti, o treinador do Tigres, é brasileiro.

Ele foi o escolhido para assumir o selecionado interinamente até que a Federação Mexicana decida quem substituirá Juan Carlos Osorio, que não teve seu contrato renovado depois da Copa do Mundo.

Não será a primeira vez que o técnico de 64 anos atuará como "tampão" na seleção mexicana. Ao longo da carreira, ele comandou o México em cinco partidas. Em junho de 1993, enfrentou a Costa Rica. Depois, entre setembro e outubro de 2015, comandou a equipe contra Trinidad e Tobago, Argentina, EUA e Panamá. Mas não cogita ocupar o posto de maneira definitiva.

Tuca Ferretti comanda o time do Tigres - Azael Rodriguez/Getty Images - Azael Rodriguez/Getty Images
Imagem: Azael Rodriguez/Getty Images

"A única possibilidade seria de mais uma vez ajudar, como aconteceu antes da chegada do Osorio. Se não tem claro quem querem e necessitam cumprir com as duas datas Fifas, não tenho nenhum problema. Mas, terminando isso, que tenham seu candidato. Vou ajudar mais uma vez para que tomem uma decisão", afirmou, antes mesmo de ser confirmado como interino.

O motivo para tal postura é o modus operandi  da Federação Mexicana de Futebol, que sempre cogita mais de um nome para o posto. "Eu disse: se tem duas ou três opções, então não sou a pessoa para o cargo. Se falassem apenas comigo, possivelmente teria uma pequena chance de aceitar. Mas acho que deixaram claro que não", disse à ESPN mexicana.

Ferretti comandará a seleção do México nos amistosos contra Uruguai e Estados Unidos, em 7 e 11 de setembro, respectivamente.

Treinador jogou no Botafogo e no Vasco e tem fama de rígido

Ferretti começou a carreira de jogador de futebol nas categorias de base do Botafogo. Após passagens por Bonsucesso, CSA e Vasco, rumou para o México e jogou até 1991, quando assumiu o comando técnico do Pumas, seu antigo time.

Campeão da Liga dos Campeões da Concacaf em 2003 pelo Toluca, seu trabalho mais sólido é no Tigres. Com um jeito disciplinador e futebol que mistura força defensiva e ataque rápido, o treinador conquistou quatro vezes o Campeonato Mexicano e uma vez a Copa do México.

O jeito rígido e disciplinador se mantém nas entrevistas. Em 2016, Ferretti virou notícia por uma ríspida discussão com um jornalista em uma entrevista coletiva. O motivo? O treinador exige que as repórteres mulheres sejam as primeiras a fazerem perguntas.

"Não. Tem alguma mulher que queira perguntar antes de um homem? Porque assim é para mim: primeiro as damas. Na sua casa, você coloca suas regras. Na minha, coloco eu. E nós aqui estamos acostumados assim. Não vou discutir com você. São as mulheres primeiro e acabou. E assim tem sido há seis anos aqui, e você não vai me dizer que c... tenho que fazer. F...-se, c...", explodiu, antes de abandonar momentaneamente a entrevista.

O jeito explosivo não se limita apenas ao contato com os jornalistas. O treinador já foi filmado durante os treinos do Tigres se irritando com os jogadores que não entendiam uma orientação. O temperamento não parece ser um problema, em todo caso. Ferretti renovou recentemente seu contrato com o Tigres e, ao que tudo indica, assumirá um cargo na diretoria logo em seguida.

Futebol