PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cerro aposta em espanhol que já tietou Felipão para surpreender o Palmeiras

Jubero publicou montagem em que aparece tietando Felipão e Roberto Martínez em abril - Reprodução
Jubero publicou montagem em que aparece tietando Felipão e Roberto Martínez em abril Imagem: Reprodução

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

30/08/2018 04h00

Se o Palmeiras vive grande fase desde que a chegada de Luiz Felipe Scolari transformou o momento da equipe na temporada, quem agora tenta seguir a mesma receita é o Cerro Porteño, adversário desta quinta-feira (30) nas oitavas de final da Libertadores. O time paraguaio trocou de treinador após levar 2 a 0 do alviverde no jogo de ida e aposta no espanhol Fernando Jubero, um "andarilho" da bola que já rodou o mundo, tietou Felipão e recentemente fez um tour para conversar com vários treinadores brasileiros.

Jubero tem 44 anos e nasceu em Barcelona, tendo trabalhado nas categorias de base e na equipe B do clube catalão. Mas deixou seu país em 2008 para captar jovens talentos em mercados alternativos do futebol mundial, a serviço da empresa Aspire Football Dreams, do Qatar. Foi assim que chegou ao Paraguai, onde acabou criando raízes. É casado com uma paraguaia, tem um filho nascido no país e já teve até o nome cogitado para dirigir a seleção.

No futebol paraguaio, ele virou treinador "por acaso". Chegou ao Guaraní para ser diretor esportivo, mas assumiu o time de forma interina após a saída do técnico Diego Alonso. Os resultados vieram e ele ficou, chegando a levar a equipe à semifinal da Libertadores de 2015, eliminando o Corinthians nas oitavas. Também passou por Olimpia e Libertad, onde foi campeão nacional no ano passado. Precisou se afastar do futebol por um problema de saúde no fim de 2017, mas foi contratado pelo Cerro Porteño há pouco mais de uma semana, depois de o time perder por 2 a 0 um clássico para o Olimpia, substituindo o argentino Luis Zubeldía.

Jubero e Mano - Reprodução - Reprodução
Jubero esteve no Cruzeiro em abril e conversou com Mano Menezes
Imagem: Reprodução

Antes de assumir o comando do quarto time paraguaio de sua carreira, porém, Jubero esteve andando pelo Brasil. Em maio, o espanhol passou por uma espécie de intercâmbio com alguns treinadores daqui, visitando clubes e conversando sobre futebol. Ele falou com Mano Menezes no Cruzeiro, Abel Braga no Fluminense e Fábio Carille no Corinthians, publicando fotos em suas redes sociais.

Um dos treinadores assediados por Jubero durante seu tempo longe dos gramados, aliás, foi Felipão, que será seu adversário nesta quinta-feira. Em abril, durante um evento internacional em Bilbao, na Espanha, ele tirou fotos ao lado do brasileiro e de outros profissionais, como Roberto Martínez, treinador da seleção da Bélgica.

No Cerro, Jubero começou bem, com uma goleada por 4 a 1 sobre o General Díaz pelo Campeonato Paraguaio. Mas o desafio desta quinta é bem mais complicado: reverter a vantagem de 2 a 0 conquistada pelo Palmeiras no jogo de ida em Assunção, com o time brasileiro ostentando uma sequência de nove jogos sem levar gols.

Com uma filosofia de jogo que passa longe dos conceitos do técnico catalão mais famoso do mundo - Pep Guardiola, comandante do Manchester City -, Jubero preza por um futebol mais rápido, agressivo e direto. Seu Guaraní, por exemplo, ganhou destaque no Paraguai por fazer muitos gols com bolas longas para o centroavante Santander. Contra o favorito Palmeiras, ele precisará mais do que nunca desses gols. A bola rola a partir das 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque.

Futebol