PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Abidal ajuda a seduzir e dispensar nomes no Barça e foi decisivo com Malcom

Ex-jogador do Barcelona, Abidal (dir.) foi embaixador do clube antes de se tornar executivo - David Ramos/Getty Images
Ex-jogador do Barcelona, Abidal (dir.) foi embaixador do clube antes de se tornar executivo Imagem: David Ramos/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/08/2018 04h00

Há pouco mais de dois meses, um velho conhecido da torcida do Barcelona tem desempenhado papel fundamental na montagem do elenco. O francês Eric Abidal, ex-lateral esquerdo e zagueiro, faz parte do “núcleo duro” de executivos do clube que atua na contratação e na dispensa de jogadores. Ele ajuda a achar um destino para quem não faz mais parte dos planos, assim como caça-talentos em outros mercados, principalmente na França. Foi assim com o atacante Malcom.

O ex-corintiano chegou nesta temporada ao Barcelona em uma transferência polêmica, já que ele tinha acordo engatilhado com a Roma. Nos momentos decisivos das conversas, no entanto, Abidal entrou em ação. Falou diretamente com o presidente do Bordeaux, ex-clube de Malcom, e também ajudou a seduzir seu estafe com uma proposta superior à dos italianos.

Abidal é apontado como um profundo conhecedor do mercado da França por ser sua terra natal e por ter defendido Lyon, Monaco e Lille na primeira divisão, além de ter disputado duas Copas pela seleção. Seus contatos com outros clubes e jogadores também contaram em sua contratação no Barcelona, pelo qual foi tetracampeão espanhol e bicampeão da Liga dos Campeões, entre outras conquistas.

Malcom é apresentado como reforço pelo Barcelona - Divulgação/Barcelona - Divulgação/Barcelona
Abidal foi decisivo na contratação do brasileiro Malcom, ex-Corinthians
Imagem: Divulgação/Barcelona

Mas seduzir reforços não é a única função de Abidal. Como secretário-técnico do Barcelona, ele é um elo importante entre diretoria e elenco. Quando um jogador não faz mais parte dos planos do clube, Abidal tem a missão de intermediar essa conversa e viabilizar um destino que agrade todas as partes envolvidas.

Jogador profissional até o fim de 2014, Abidal ainda está próximo do mundo dos “boleiros”, o que facilita sua comunicação com o elenco. Essa, pelo menos, foi a aposta do Barcelona, clube que o francês defendeu entre 2007 e 2013 e do qual se tornou embaixador após se aposentar.

O “núcleo duro” de executivos do Barcelona ainda é composto pelo diretor-geral Óscar Grau, pelo gerente Pep Segura e por Ramon Planes, adjunto de Abidal. Os dois últimos vivem mais intensamente a rotina dos jogadores, sendo que Planes ajuda o francês por ter ainda mais conhecimento técnico do mercado.

Abidal e Planes ainda trabalham muito perto de Ernesto Valverde, tomando decisões sobre o elenco que afetam diretamente o dia a dia da equipe. Por enquanto, Abidal tem se encaixado bem na função de executivo. Como ex-jogador do clube, sabe que a pressão em ajudar a gerenciar um elenco como o do Barcelona é permanente. E resultados em campo e nas janelas de transferências são determinantes.

Futebol