PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio aceita oferta e encaminha venda de Jailson ao Fenerbahce

Aos 22 anos, Jailson tem sido titular do Grêmio e chamou atenção de clube turco - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Aos 22 anos, Jailson tem sido titular do Grêmio e chamou atenção de clube turco Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2018 16h40Atualizada em 29/08/2018 19h04

O Grêmio encaminhou a venda de Jailson ao Fenerbahce, da Turquia. A proposta apresentada nesta quarta-feira (29) foi considerada 'muito atraente' pelo clube gaúcho e rendeu rápido acerto. Titular do time de Renato Gaúcho nas últimas semanas, o volante já foi liberado para viajar e realizar exames médicos e depois assinar contrato com seu novo time.

A operação vai render cerca de 4 milhões de euros (R$ 19,2 milhões na cotação atual) ao Grêmio. O clube gaúcho manteve acordo com investidor para ficar com 100% do valor da transferência. O acerto entre as partes havia sido realizado ainda quando do interesse do Santos.

Aos 22 anos, Jailson deve assinar contrato de quatro temporadas na Turquia. A viagem ocorre também em virtude do prazo para conclusão do negócio. A janela de transferências turca fecha na próxima sexta-feira (31).

O UOL Esporte já havia mostrado que o negócio era tratado como bem encaminhado. Representantes do Fenerbahce procuraram o Grêmio oficialmente após o jogo contra o Estudiantes, pelas oitavas de final da Libertadores.

"A gente, há pouco, chegou a um acordo com o Fenerbahce. A gente liberou o Jailson para viajar a Turquia. Está bem encaminhado", disse André Zanotta, diretor executivo de futebol do Grêmio, em entrevista coletiva. "Existe um princípio de acordo. Falta o Fenerbahce entrar em acordo com o Jailson", acrescentou o dirigente.

Jailson está no Grêmio desde 2014 e terminou o ano passado como titular. Na atual temporada, ele ficou como suplente de Maicon e Arthur e depois no banco de Cícero. A volta ao time ocorreu recentemente. Ao todo, ele tem 32 jogos pelo time em 2018.

Em junho, o Santos apresentou proposta e recebeu aval do Grêmio para fechar negócio. As tratativas foram canceladas após o clube paulista recuar. À época, a operação iria render 3 milhões de euros aos cofres do clube de Porto Alegre.

Futebol