PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conselho do Santos apura uso de cartão corporativo com Netflix e Amazon

Parecer fiscal aponta problemas envolvendo gestões de Modesto Roma e Peres - Divulgação/SantosFC
Parecer fiscal aponta problemas envolvendo gestões de Modesto Roma e Peres Imagem: Divulgação/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

27/08/2018 15h56

O parecer do Conselho Fiscal do Santos das contas do primeiro semestre deste ano, que será votado em reunião do Conselho Deliberativo na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro, apresenta diversas polêmicas envolvendo a atual diretoria, comandada por José Carlos Peres, e também a antiga cúpula, do ex-presidente Modesto Roma, derrotado em eleição no fim do ano passado. 

Um dos casos citados levanta suspeita de que a diretoria de Modesto tenha utilizado o cartão corporativo do clube para fazer compras pessoais nos sites de Apple Store, Amazon.com e Netflix. Há compras também em lojas como a Lacoste Aeroporto.

"O Conselho Fiscal constatou, ao analisar mais detalhadamente faturas de pagamentos de cartões corporativos na gestão anterior, itens que a princípio, salvo melhores esclarecimentos, nos pareceram compras ou eventuais pagamentos de despesas pessoais, por exemplo, compras em lojas Riquema Ar Condicionada de Serra Negra, Lacoste Aeroporto e em sites como Netflix, Apple Store, Amazon.com", diz o parecer.

"Enviamos ofício em 11 de abril ao departamento financeiro do clube solicitando esclarecimentos se esses bens adquiridos foram para uso do clube ou se, eventualmente, de uso pessoal, neste caso, se esses valores foram ressarcidos, ao que não houve resposta", completou.

O Conselho Fiscal também alega em parecer que está investigando o uso do cartão corporativo na gestão atual.

"Solicitamos também informações sobre o uso de cartões corporativos nesta nova administração e reiteramos nosso pedido em 26 de junho, ao que foi respondido via ofício, recebido no fechamento deste, onde constam 3 faturas com 4 usuários que fazem uso nesta administração", diz.

Os conselheiros vão debater esse assunto e outros apontados pelo Conselho Fiscal em reunião nesta quinta-feira. Já a votação do impeachment do presidente José Carlos Peres foi adiada para o início de setembro.

Futebol