PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Barcos vê sombra de Raniel crescer, e titularidade no ataque vira mistério

Momento de Raniel ou experiência de Barcos? Esquenta a disputa no ataque do Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Momento de Raniel ou experiência de Barcos? Esquenta a disputa no ataque do Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

27/08/2018 04h00

Ainda sem poder contar com Fred e Sassá, o Cruzeiro recorreu à contratação de Hernán Barcos para suprir a ausências de seus artilheiros e continuar com um nome de peso dentro da área. Com a chegada do argentino, Raniel permaneceu na reserva e como substituto de imediato do Pirata. Mas as últimas apresentações do garoto aumentam a sombra para cima do veterano. Embora Mano Menezes não tenha indicado intenção de mudança para a próxima quarta-feira, os gols do atacante pressionam o argentino que já não marca há dez jogos.

Até o momento, Barcos só anotou um gol e uma assistência em dez compromissos com a camisa do Cruzeiro. Para tornar seu momento mais desconfortável, o atacante é acompanhado de perto pelas boas atuações de Raniel, que tem entrado bem na maioria das vezes que é requisitado. Foi assim no último sábado. Escalado como titular, o jovem desarmou o zagueiro Gum, sofreu a falta e anotou de cabeça o primeiro gol do Cruzeiro contra o Fluminense. Xodó da torcida, o garoto já chegou a ter seu nome gritado pelo torcedor até quando não estava disponível no banco de reservas em rodadas anteriores. Na decisão contra o Flamengo, pela Libertadores, na próxima quarta-feira, ainda não há nada garantido sobre quem ficará entre os suplentes.

"A melhor coisa que pode existir para um treinador é ele ter mais opções. O que me tira o sono é não ter as opções. É ter que achar alguma coisa muito diferente do que a equipe vem fazendo, e não é o caso para quarta-feira. Vamos tomar a decisão que nós entendermos ser a opção melhor para a equipe, para iniciar, e também vamos trabalhar para deixar como opção aqueles que realmente são boas opções ao entrar. Isso faz parte de 90 minutos decisivos, como é o caso do jogo de quarta-feira", comentou Mano, aumentando o mistério.

Além da pouca idade (22) e experiência em grandes jogos e competições, outro fator pode contar contra Raniel. Na partida diante do Flu, o garoto retornou ao time após dois jogos ausente por causa do desgaste físico. Mesmo assim, deixou o gramado no segundo tempo queixando-se de cansaço e deu lugar ao titular Barcos. A seu favor, contam os oito gols já marcados na temporada, o terceiro na lista de artilheiros, atrás somente dos titulares Thiago Neves e Arrascaeta. Desde que Barcos chegou ao clube, Raniel balançou as redes por três vezes contra uma só do companheiro.

"Não dá para agradar todo mundo, mas eu tenho que fazer o melhor que eu entender para a equipe, porque isso deixa a minha consciência tranquila. É isso que é o mais importante para o treinador, é isso que nós vamos fazer. Espero acertar", encerrou Mano.

Futebol