PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após sofrer gol de mão, Guardiola não opina sobre VAR: "Não é problema meu"

Shaun Botterill/Getty Images
Imagem: Shaun Botterill/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/08/2018 13h40

Após sofrer um gol de mão e impedido, no empate em 1 a 1 com o Wolverhampton, Pep Guardiola, técnico do Manchester City, preferiu não opinar sobre a implementação do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) na Premier League.

"Isso não é problema meu. (A diretoria) da Premier League decidirá quando o VAR estará aqui", disse o espanhol, após o jogo, à emissora britânica Sky Sports.

Entre o gol irregular, anotado pelo zagueiro Willy Boly, e o de empate, de Aymeric  Laporte, os jogadores do City reclamaram de um pênalti sobre David Silva. Apesar disso, Guardiola, que chegou a conversar com o árbitro Martin Atkinson no gramado do Molineux Stadium, preferiu não criticar a atuação dele.

"Falei com ele, mas o dei apenas um elogio pelo trabalho. Só isso", declarou.

Sobre o jogo em si, Guardiola o classificou como "bom, com muitos contra-ataques". "Mas erramos passes simples, e quando isso acontece é impossível evitar. Mas mesmo contra um time com dez jogadores atrás e bem organizado, nós criamos chances para vencer o jogo. Foi um bom ponto conquistado", analisou.

"É muito difícil jogar contra um time bem fechado, com pontas recuados, mas ainda assim criamos chances, acertamos a trave três vezes, tivemos uma chance dentro da área com David Silva. Mas precisamos melhorar. Hoje não fomos tão sólidos defensivamente como normalmente somos", encerrou. 

Futebol