PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Técnico vice mundial com Argentina emociona ao contar como lutou pela vida

Alejandro Sabella comandou a seleção da Argentina na campanha do vice da Copa de 2014 - AP Photo/Matthias Schrader
Alejandro Sabella comandou a seleção da Argentina na campanha do vice da Copa de 2014 Imagem: AP Photo/Matthias Schrader

Do UOL, em São Paulo

24/08/2018 08h50

Em abril de 2016, o ex-técnico da seleção argentina Alejandro Sabella passou quatro dias internados em um hospital em Buenos Aires. Na última quinta-feira, o comandante recebeu uma homenagem da Universidade Nacional de La Plata e se emocionou ao relembrar do momento em que lutou pela vida.

“Quando estava lutando para ver se ainda ficava aqui com vocês ou ia para o outro lado, eu me lembrei do que dizia aos meus alunos, meus jogadores: ‘Não podem dar menos do 100%’. Se eu pedia a eles, eu tinha que lutar para manter a minha vida”, relatou Sabella.

Sabella se despediu da seleção argentina na Copa do Mundo do Brasil, após perder a final para a Alemanha por 1 a 0 em 2014. O motivo da internação em 2016 não foi revelado. Um ano antes, o treinador passou por uma angioplastia devido a uma síndrome coronariana aguda.

A homenagem realizada pela Universidade Nacional de La Plata reconheceu a carreira de Sabella como jogador e como técnico. “Para mim, receber esse prêmio é algo que domina, me ultrapassa, é uma universidade pública e livre, nem todos os países do mundo a possuem”, declarou.

Jogadores argentinos como Marcos Rojo e Javier Mascherano se sensibilizaram com a declaração de Sabella sobre a luta pela vida e homenagearam o ex-comandante.

“Uma das maiores pessoas que tive sorte em conhecer. Obrigada por todos os ensinamentos e o que ainda segue ensinando com cada palavra, cada exemplo, professor”, escreveu Rojo em sua conta oficial do Instagram.

“Cada palavra sua é uma aprendizagem constante. Que sortudos somos por te conhecer e sermos treinados por você. Não deixe nunca de transmitir esses valores únicos que te fazem uma pessoa diferente. Sabe que te amo, Ale”, escreveu Mascherano.

Futebol