PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Leonardo cresce, dá 'luz alta' em Léo Moura e confirma sina do Grêmio

Leonardo chegou ao Grêmio no início de 2017, mas somente agora acumula bons jogos - Lucas Uebel/Grêmio
Leonardo chegou ao Grêmio no início de 2017, mas somente agora acumula bons jogos Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

24/08/2018 04h00

O Grêmio recuperador de jogadores segue em atividade, mas dividindo suas horas com o clube que lapida nomes encontrados no mercado. Leonardo, ou também conhecido como Léo Gomes, é o mais recente caso. Contratado no início do ano passado, o lateral direito cresceu de rendimento nas últimas semanas a ponto de virar uma sombra a Léo Moura.

Aos 22 anos, Leonardo já foi volante, lateral esquerdo e chegou a ser terceira opção na lateral direita do Grêmio. Agora, é elogiado pela evolução física e técnica.

No ano passado, o time campeão da Libertadores tinha nomes que foram recuperados. Bruno Cortez, Maicon, Cícero, Ramiro, Fernandinho e até Lucas Barrios. Em 2018, o time ganhou novos candidatos a esse grupo - Marinho e André. Mas quem tem roubado a cena é um nome bem menos badalado e que na verdade, foi lapidado nos últimos meses.

"O Leonardo tem grandes qualidades. Quando ele veio do Boa, corrigimos ele em alguns defeitos. Não que ele já esteja 100%, mas todo mundo tem seus defeitos. Ele foi crescendo no jogo mesmo", disse Renato Gaúcho recentemente.

No Grêmio, a avaliação é de que Leonardo sentiu a mudança de patamar. Ao trocar o Boa Esporte pelo clube gaúcho, teve dificuldades. Apresentou comportamento retraído no dia a dia e pagou preço pela inibição de quem encarou outro cenário na carreira.

Ao longo da atual temporada, ele ganhou a concorrência de Madson e superou. O ex-Vasco chegou como reposição numérica a saída de Edilson, negociado com o Cruzeiro, mas não se confirmou como opção concreta a Léo Moura.

O titular da lateral direita, aliás, tem encarado contestações. Contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, o camisa 2 foi sacado ainda no intervalo.

"Isso é um problema que eu tenho que resolver com meu grupo, meus jogadores. Realmente o Léo Moura tem uma certa idade, mas ele é o Léo Moura. Com todo respeito, não devemos achar defeitos por conta desse resultado. O Grêmio tem muito crédito. Não é porque tropeçou que alguém tem que sair do time. Não é assim, deixa que esse é um problema meu. Meu com os jogadores", comentou Renato.

No sábado, diante do Atlético-PR, Leonardo vai jogar. O Grêmio usará um time reserva para preservar os titulares de olho no segundo jogo com o Estudiantes, pela Libertadores. Uma boa atuação em Curitiba vai render mais pontos e acirrará a disputa na lateral direita.

Futebol