PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guerrero tem liminar revogada na Suíça. Inter aguarda comunicado

Paolo Guerrero assinou contrato de três anos com o Internacional - Ricardo Duarte/Inter
Paolo Guerrero assinou contrato de três anos com o Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Dassler Marques e Jeremias Wernek

Do UOL, em São Paulo e Porto Alegre

23/08/2018 10h38

A Justiça suíça revogou liminar que liberava Paolo Guerrero de punição por doping. Com a decisão, o centroavante que assinou recentemente com o Internacional volta a estar suspenso. O peruano precisa ficar mais oito meses afastado do futebol, tempo restante da pena aplicada pela CAS (Corte Arbitral do Esporte), e assim não atua mais em 2018. O clube gaúcho ainda não foi comunicado oficialmente, mas se respalda no contrato e pretende dar suporte jurídico ao jogador.

A informação foi divulgada pela TV Globo e confirmada ao UOL Esporte.

Aos 34 anos, Guerrero assinou com o Inter por três anos e tinha estreia prevista para o próximo domingo, contra o Palmeiras, em Porto Alegre.

"O Sport Club Internacional informa que até o momento não recebeu nenhuma notificação oficial sobre o jogador Paolo Guerrero. O acordo feito com o atleta traz proteção contratual para ambas partes. O Clube dará todo suporte jurídico necessário ao jogador", escreveu o Inter em sua conta oficial no Twitter.

Em maio, Paolo Guerrero conseguiu efeito suspensivo no Tribunal Federal da Suíça. À época, a liminar foi concedida também em virtude da disputa da Copa do Mundo pela seleção peruana. Com a decisão, o centroavante participou do torneio na Rússia e depois voltou a treinar pelo Flamengo até o final de seu vínculo. Expirado o contrato no Rio de Janeiro, o jogador se acertou com o Internacional.

Guerrero assinou contrato de três temporadas com o Inter e foi recebido em Porto Alegre com pompa e circunstância. Além de grande festa no aeroporto, ele foi apresentado no estádio diante de mais de 5 mil pessoas. O clube gaúcho incluiu no vínculo uma cláusula que é vista como respaldo jurídico: no item, é prevista opção de ampliação do contrato por mais oito meses e isenção de pagamentos mensais ao atleta.

Fifa se posiciona

A Fifa confirmou que o atacante peruano volta a estar suspenso a partir desta decisão da Justiça suíça.

"A Fifa toma nota da decisão do Tribunal Federal da Suíça de retirar a suspensão temporária que havia concedida em relação à punição imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) ao jogador Paolo Guerrero", aponta comunicado da entidade enviado à Agência Efe.

Futebol