PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Filipe Luís quer PSG, mas evita "caso Coutinho" com Atlético de Madri

Filipe Luis provou respeito ao Atlético de Madrid ao atuar na estreia do Espanhol - David Ramos/Getty Images
Filipe Luis provou respeito ao Atlético de Madrid ao atuar na estreia do Espanhol Imagem: David Ramos/Getty Images

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

23/08/2018 04h00

Filipe Luís deixou claro aos dirigentes do Atlético de Madri a satisfação recebida com a proposta do Paris Saint-Germain. Salário e tempo de contrato o animam a ponto de torcer pela transferência ao clube francês. No entanto, o cuidado é grande para o cenário não se tornar próximo ao caso do brasileiro Philippe Coutinho em dura transação recente entre Liverpool e Barcelona. 

A expectativa é de ver um acordo entre PSG e Atlético de Madri até o dia 31 de agosto, data do encerramento da janela internacional de transferências. Ao UOL Esporte, o entorno do jogador admitiu o desejo, mas fez lembranças de Coutinho batendo o pé e se negando a atuar pelo Liverpool, para justificar o comportamento discreto de Filipe Luís. A assessoria do jogador diz que o lateral não falará sobre propostas. 

O PSG tem como reforço prioritário a lateral esquerda. A negociação com Filipe Luís é conduzida pelo diretor do clube, o ex-jogador brasileiro Maxwell, um conhecedor da posição. O trabalho de convencimento foi fácil também pelo apoio de Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Neymar.

Para Filipe Luís, a transação ainda tem outras enormes vantagens. Além de maior salário, o PSG oferece contrato de 2 anos de duração, com extensão até o julho 2021 de acordo com metas cumpridas. O vínculo atual com o Atlético de Madri tem só mais um ano de validade.

O tempo de contrato é o que faz justamente o lateral brasileiro ter baixo valor de mercado, cerca de 5 milhões de euros, de acordo com o site transfermarket. No entanto, o clube espanhol exige proposta bem superior para aprovar a transferência.

Caso fique no Atlético de Madri, Filipe Luís deverá ter o contrato renovado, avalia o entorno. A opção chega a agradar o jogador, bem relacionado no clube e de grande aceitação com a torcida. A demonstração de afeto foi dada no último final de semana com a presença em campo na estreia pelo Campeonato Espanhol, o empate por 1 a 1 contra o Valencia.

Na avaliação do PSG, Filipe Luís é tratado como excelente oportunidade de mercado. Aos 33 anos, o jogador tem a longevidade como marca pelo vigor físico demonstrado nas ultimas temporadas. Recentemente, teve recuperação rápida de fratura na fíbula da perna esquerda contrariando expectativas de integrantes da comissão técnica da CBF de não convocação para a Copa do Mundo – o lateral ainda atuou bem nas vitórias contra Servia e México, ambas por 2 a 0.

A opção por Filipe Luís foi tratada como prioridade no PSG depois que a negociação pelo brasileiro Alex Sandro, da Juventus, foi encerrada sem sucesso. O outro lateral esquerdo em negócio com o clube francês atualmente é o português Raphael Guerreiro, do Borussia Dortmund. Ele é o indicado do ex-treinador do time alemão, e agora técnico do PSG, Thomas Tuchel.

No elenco, o PSG tem a disposição atualmente apenas o francês Layvin Kurzawa.

Futebol