PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Morre Nair, ex-jogador de Madureira, Portuguesa, Corinthians e Atlético-PR

Ex-meio-campista foi revelado pelo futebol do RJ na década de 50; depois, passaria por clubes de SP e PR - @MadureiraEC_BR/Twitter
Ex-meio-campista foi revelado pelo futebol do RJ na década de 50; depois, passaria por clubes de SP e PR Imagem: @MadureiraEC_BR/Twitter

Do UOL, em São Paulo

22/08/2018 13h24

Morreu na manhã desta quarta-feira (22) Nair José da Silva, ex-meio-campista de Madureira, Portuguesa, Corinthians e Atlético-PR. A informação anunciada pelo próprio clube carioca em suas redes sociais e confirmada à reportagem pelo presidente da equipe, Elias Duba.

Nascido em 20 de maio de 1937, em Itaperuna (RJ), Nair tinha 81 anos. A causa da morte não foi revelada.

O jogador começou sua carreira no próprio Madureira, no final da década de 1950. Em 1963, após passagem pelo Botafogo-SP, chegou à Portuguesa, na qual atuou ao longo de três temporadas.

Foi ainda pela equipe rubro-verde que conseguiu sua única convocação para a seleção brasileira, em 1965. Naquele ano, em 21 de novembro, defendeu o Brasil em um amistoso diante da Hungria, disputado no Pacaembu. Marcou inclusive um dos gols da vitória por 5 a 3.

Em 1966, chegou ao Corinthians ao lado do zagueiro Ditão. Em três anos no clube (1966 a 1968), ficou marcado pelo pênalti perdido diante do Santos na última rodada do Campeonato Paulista de 1966 - o chute, aos 42 min do segundo tempo, foi defendido pelo goleiro Cláudio. Com o empate por 1 a 1, o Santos manteve o tabu de então nove anos sem perder para o rival.

No fim da carreira, entre 1969 e 1971, defendeu o Atlético-PR. Aposentado dos gramados, voltou a morar no Rio de Janeiro.

Em homenagem ao ex-jogador, o Madureira realizará um minuto de silêncio antes da partida contra o Americano nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Rio. Na partida de ida, o Americano venceu por 6 a 2.

Futebol