PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras se mexe para não ficar sem Borja e Deyverson na Copa do Brasil

Palmeiras considera que probabilidade de Borja ser convocado é alta - Jorge Saenz/AP
Palmeiras considera que probabilidade de Borja ser convocado é alta Imagem: Jorge Saenz/AP

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

21/08/2018 07h42

A possibilidade de ficar sem seus dois centroavantes, que atravessam ótimo momento, para o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro tem feito o Palmeiras se mexer para evitar essa situação. Tanto Borja, que pode ser convocado para a seleção colombiana, como Deyverson, que recebeu suspensão de dois jogos no STJD e ainda não cumpriu o segundo, correm risco de ficar fora da partida, inicialmente marcada para 12 de setembro, uma quarta-feira.

O Palmeiras ainda não foi comunicado sobre uma possível convocação de Borja, mas já trabalha com a probabilidade alta de o camisa 9 estar na lista da Colômbia. A seleção sul-americana vive um momento de indefinição no comando com a dificuldade para renovar contrato com o técnico José Pekerman, e por isso ainda não divulgou os jogadores que estarão nos amistosos contra a Venezuela, em 7 de setembro, e a Argentina, no dia 11.

Sabendo disso, o clube correu para tentar o efeito suspensivo para a punição de Deyverson. O jogador foi expulso no jogo de ida das quartas de final contra o Bahia por dar uma cotovelada em Mena, e cumpriu a suspensão automática na partida da volta. O Palmeiras, agora, espera que a pena de dois jogos seja suspensa até que o atleta passe por um novo julgamento, desta vez no pleno do STJD. Assim, ele ficaria liberado para o primeiro duelo contra o Cruzeiro.

Jogar sem um centroavante de ofício é algo que Felipão ainda não tentou desde que voltou ao Palmeiras. Se o antecessor Roger Machado preferia escalar Willian no comando do ataque quando não tinha Borja, deixando Deyverson apenas como opção de banco, Scolari tem baseado boa parte do repertório ofensivo alviverde na presença de um pivô forte na frente, com bolas longas, lançamentos e jogo direto.

Tem funcionado: o time está invicto desde sua chegada, com seis gols marcados e nenhum sofrido. Além de Willian, o treinador teria como alternativa para a função o jovem Papagaio, com características mais típicas de um camisa 9.

Mesmo que atue desfalcado no ataque, o Palmeiras também terá pela frente um adversário sem seu principal defensor. O zagueiro Dedé foi convocado por Tite para os amistosos da seleção brasileira contra Estados Unidos e El Salvador, o que causou revolta no clube mineiro. Os cruzeirenses querem que a partida passe para o dia 13, quinta-feira, o que também aumentaria a possibilidade de Borja estar à disposição caso a convocação do colombiano se confirme.

Futebol