PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fifa decreta intervenção na Associação Uruguaia de Futebol por seis meses

Sebastian Derung/AFP
Imagem: Sebastian Derung/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/08/2018 18h47

Em notificação enviada nesta terça-feira (21) à Conmebol, entidade que comanda o futebol na América do Sul, a Fifa decretou uma intervenção na administração da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) pelos próximos seis meses, até 28 de fevereiro de 2019.

No comunicado, a Fifa informou que a decisão de destituir a atual gestão da AUF foi tomada após reunião do Conselho da entidade, realizada nesta terça, em Zurique, e foi motivado pela falta de transparência no processo para escolher o novo presidente da associação.

Neste período de intervenção, a Fifa cuidará da gestão da AUF, por meio de um "Comitê de regularização" e promoverá uma revisão "urgente" no estatuto proposto em 2015, que foi reprovado em votação. Quando os trabalhos estiverem concluídos, um novo presidente será eleito.

A federação uruguaia passa por uma série de problemas administrativos e políticos, que culminaram com a renúncia de Wilmar Valdez à presidência, no fim de julho, a poucos dias da eleição para escolher o novo mandatário, após o vazamento de áudios telefônicos com conteúdos comprometedores sobre a gestão do dirigente.

A eleição do novo presidente, aliás, acabou adiada para esta terça-feira, 21 de agosto, mas a Fifa resolveu intervir e promover uma reformação estrutural na AUF.

Futebol