PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Na Inglaterra, 1ª árbitra transgênero apita jogo após mudar de identidade

Reprodução/Mirror
Imagem: Reprodução/Mirror

Do UOL, em São Paulo

20/08/2018 10h57

A árbitra de futebol Lucy Clark, que até os 46 anos foi chamado de Nick, apitou seu primeiro jogo com a nova identidade neste fim de semana. Ela apitou o amistoso entre as equipes femininas do Queens Park Rangers e do Parkwood Rangers.

Após mais de 30 anos lutando para se reconhecer como mulher, Lucy passou a tomar hormônios, processo que demorou três anos. Ao jornal inglês Sunday Mirror, ela declarou: "Espero que o mundo me aceite como sou".

Casada e com três filhos, Lucy apitava partidas semi-profissionais como Nick. Chegou a atuar, em um mesmo ano, em uma centena de jogos. Sua grande apreensão, no entanto, não está com o lado de dentro do campo.

"Com os jogadores eu posso lidar. Mostro o cartão amarelo ou vermelho. O problema são os comentários que podem vir dos torcedores. Não sei como reagir", comentou ao periódico.

O próximo objetivo é completar o processo de transição total de gênero até 2020, quando Lucy completa 10 anos de casada. Quanto à partida, nenhuma contestação à arbitragem: o QPR venceu por 4 a 2, e Lucy teve uma atuação tranquila, precisando apresentar apenas um cartão amarelo.

Futebol