PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcelo Oliveira evita reclamar do desgaste e elogia entrega contra América

Do UOL, em São Paulo

19/08/2018 22h08

Entre Sul-Americana e do Campeonato Brasileiro, o Fluminense passou por uma maratona de jogos nas últimas semanas, como lembrou o técnico Marcelo Oliveira na coletiva após o confronto com o América-MG, neste domingo (19), no Independência. Depois de ir a Montevidéu, onde eliminou o Defensor no torneio continental, o time seguiu para Belo Horizonte e acabou empatando em 0 a 0 com o time mineiro. Apesar da sequência puxada de viagens, o comandante evitou lamentar o desgaste físico dos jogadores. 

''Não temos como lamentar muito o desgaste, acontece com os outros times também. Mas no momento de ajuste do time ficar trocando peças para descansar não é bom. Estamos otimistas em relação ao time, precisamos ajustar coisas que foram melhor contra o Defensor e hoje no segundo tempo'', afirmou o técnico, elogiando a postura de seus atletas."Temos confiança nos jogadores, entrega grande depois de um jogo desgastante na quinta."

Marcelo Oliveira também reconheceu as dificuldades encontradas pelo Fluminense diante do América. A equipe carioca errou bastante, principalmente nos quesitos passe e finalização, e viu o adversário pressionar no primeiro tempo. Depois do intervalo, mais entrosado, o Flu melhorou, mas parou nas defesas de João Ricardo. 

 ''O segundo tempo foi bem melhor. Nossa estratégia no início era buscar o contra-ataque. Imaginávamos que o América-MG viria para cima, tivemos dificuldade para jogar. No segundo conseguimos sair mais para o ataque. Faltou capricho na última jogada. Um pouco de chateação pelo resultado, mas o campeonato é difícil, adversário mais descansado. Time reagiu bem no segundo tempo e teve chances para ganhar. Precisamos voltar a vencer. No Maracanã temos que vencer para dar uma arrancada'', projetou.

O próximo compromisso do Fluminense será na quarta-feira (22), quando recebe o Corinthians pelo Brasileiro. Apesar da boa campanha na Sul-Americana, o técnico garante que não irá priorizar nenhuma competição, e levará as duas com igual seriedade. 

''Nosso objetivo [no Brasileiro] é estar entre os primeiros, na zona da Libertadores. Muito difícil jogar vários jogos em poucos dias, com viagem no meio para fora do país. Teremos agora um período maior, com mais folga durante a semana. Temos que priorizar efetivamente as duas competições, monitorando os jogadores e trocando um ou outro em função do desgaste", avaliou Oliveira. 

Futebol