PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Reforço mais caro do ano, David reaparece e aumenta expectativa no Cruzeiro

David, atacante do Cruzeiro, pode fazer a terceira partida consecutiva - Vinnicius Silva/Cruzeiro/Divulgação
David, atacante do Cruzeiro, pode fazer a terceira partida consecutiva Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro/Divulgação

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

31/07/2018 04h00

David foi a maior contratação do Cruzeiro na temporada. O atacante que custou R$ 10 milhões, no entanto, ainda não conseguiu engatar uma sequência de jogos em 2018. Agora, pela primeira vez no ano, ele pode atuar em três partidas consecutivas.

As lesões atrapalharam o início da passagem do atleta na Toca da Raposa II. Logo que chegou, precisou tratar uma lesão no bíceps femoral da coxa direita. O problema ocorreu em novembro de 2017, quando ainda defendia o Vitória, e permitiu que o atleta voltasse aos gramados somente em abril seguinte. Ele fez a sua estreia no dia 22 daquele mês, no revés para o Fluminense, no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Após cinco meses fora dos gramados, David voltou a atuar, mas um edema na coxa direita o colocou fora de combate novamente. De volta aos gramados em meados de julho, no amistoso contra o Corinthians, David já participou de três dos cinco duelos jogados pelo time de Mano Menezes após a Copa do Mundo. Ele entrou em campo contra Atlético-PR, pela Copa do Brasil, e Corinthians e São Paulo, ambos pelo Brasileiro.

Presente nos dois últimos jogos da equipe, o atleta pode alcançar o terceiro jogo consecutivo nesta quarta-feira (1º), diante do Santos, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro.

Esta será a maior sequência do atleta de 22 anos desde a mudança para o futebol de Belo Horizonte. Antes disso, ele não havia feito nem dois jogos seguidos pela equipe de Mano Menezes.

Apesar da participação maior, David ainda não esteve em campo por mais de 45 minutos em um jogo. No revés para o São Paulo, ele jogou por exatos 45 minutos. Antes disso, ficou em campo por 17 minutos contra o Corinthians e por 20 minutos diante do Atlético-PR.

Mesmo com poucas atuações, o atacante chamou a atenção de outro clube do Brasil, segundo a diretoria da Raposa. Os mineiros dizem que houve a recusa de uma oferta avaliada em R$ 25 milhões. No entanto, não revelam o interessado no jogador.

“O principal motivo da recusa é dinheiro, né?! Você não pode vender um jogador seu de R$ 60 milhões no mínimo por R$ 25 milhões. E com R$ 25 milhões você não contrataria um atacante de beirada do nível do David ou um pouco inferior. Então a questão foi mais que o Cruzeiro precisa levantar recurso dele", declarou o vice de futebol Itair Machado.

"Mas a gente espera, caso esse recurso seja levantado, que não seja de venda de jogadores. Só vamos vender em último caso. A proposta foi de um clube brasileiro. Não vamos revelar. Mas o procurador, por meio de documento enviado ao Cruzeiro, oficializou que (o clube interessado) pagaria R$ 25 milhões”, acrescentou.

Agenciado por André Cury e Francisco Godoy, o jogador de 22 anos tem contrato com o Cruzeiro até 31 de dezembro de 2022.

Futebol