PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Antônio Carlos exalta Deyverson e diz que prefere jogar com centroavante

Antônio Carlos falou sobre as primeiras mudanças da nova comissão técnica do Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Antônio Carlos falou sobre as primeiras mudanças da nova comissão técnica do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

31/07/2018 12h13

O zagueiro Antônio Carlos gostou da mudança promovida por Paulo Turra, auxiliar de Luiz Felipe Scolari que vai comandar o Palmeiras no jogo contra o Bahia, nesta quinta-feira (2), pela Copa do Brasil. No treino desta terça (31), na Academia de Futebol, Deyverson ganhou a vaga de titular no comando do ataque, passando Willian para a ponta e tirando Gustavo Scarpa do time. Para Antônio, é melhor ter um jogador de mais imposição física como centroavante.

"Primeiramente, temos que exaltar os últimos jogos que o Deyverson vem fazendo, vem nos ajudando bastante. Se não me engano, não vi ele perder uma bola, ganhou todas de cabeça lá na frente, brigou e lutou. Ajuda, em um momento de aperto, ter um centroavante. É muito bom, o cara que segura, que chama a falta, o zagueiro vem trombar e a gente ganha uma falta para dar um fôlego. Acho que vai encaixar bem. Vamos ver o que o Felipão vai falar, ele gosta de jogar assim, eu particularmente também gosto do centroavante lá na frente. Espero que dê certo", disse Antônio.

O jogador também falou da mudança de filosofia de trabalho com a saída de Roger Machado e a chegada de Felipão, que por enquanto está em Portugal resolvendo questões particulares. Para o zagueiro, o fato de o elenco já se conhecer bem vai servir para que essa troca de estilo não seja tão difícil de assimilar.

"O professor Paulo Turra já está implantando o trabalho do Felipão, então a gente vai se adequando, para evoluir cada dia mais. Os jogadores dentro de campo já se conhecem, então com a filosofia que ele vai implantando, a gente vai evoluindo, para que daqui a dois ou três jogos a gente já tenha na cabeça para fazer o que o professor pedir. O mais importante é que a gente já se conhece e fica mais fácil para conversar com o companheiro em cima do que o Felipão pedir", avaliou.

No treino desta terça, Turra ensaiou bastante cruzamentos na área, marcação pressão e bola parada. O time que encara o Bahia, às 19h15 de quinta, na Fonte Nova, deve ter Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Willian, Dudu e Deyverson. Já Borja, artilheiro do time na temporada, está clinicamente recuperado de cirurgia no joelho, mas ainda busca a melhor forma física e trabalhou entre os reservas.

Futebol