PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Peres abre os cofres, e Santos pagará R$ 700 mil por mês a Cuca

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

30/07/2018 18h15

O presidente do Santos, José Carlos Peres, resolveu abrir os cofres para por fim a novela envolvendo o novo comandante do clube, que perdurava desde o último dia 23. O UOL Esporte apurou que Cuca receberá R$ 700 mil mensais na Vila Belmiro.

O novo valor na folha da salarial santista é válido para toda a comissão que envolve Avlamir Dirceo Stival, o Cuquinha, auxiliar técnico, e Carlinhos Neves como preparador físico. Mesmo assim, será o dobro de Jair Ventura, seu antecessor, que recebia R$ 350 mil mensais.

O dirigente santista já havia avisado ao Comitê Gestor que estava disposto a gastar mais para contratar um técnico renomado e aliviar a pressão de torcedores, aumentada, principalmente, após a derrota por 1 a 0 para o América-MG, na última rodada, na Vila Belmiro, que pode empurrar a equipe a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O acerto com Cuca até dezembro 2019 foi dado de forma antecipada pelo UOL Esporte. O anúncio surpreendeu e foi seguido de entrevista coletiva do diretor executivo Ricardo Gomes.

"Temos acordo com o Cuca. Isso foi uma boa escolha para o grupo, para o clube, para o Cuca, e a expectativa já para o treino de amanhã e para o jogo da quarta", anunciou Gomes.

“Começamos a negociar hoje de manhã. Em duas, três horas de negociação conseguimos chegar a um consenso", completou.

Antes de Cuca, o Santos mirava o colombiano Juan Carlos Osório. Mas nem pelo treinador, que esteve recentemente na Copa do Mundo comandando a seleção mexicana, o dirigente havia oferecido tanto. A proposta era de um salário de R$ 550 mil e contrato de duas temporadas.

Vale lembrar que o clube já estava apalavrado com Zé Ricardo. Indicado pelo diretor executivo Ricardo Gomes, era uma opção mais barata e ganharia o mesmo salário de Ventura, R$ 350 mil mensais.

A opção pelo ex-técnico do Vasco gerou discordâncias nos bastidores. O maior opositor era o vice-presidente do Santos, Orlando Rollo, que considera trocar "seis por meia dúzia" a contratação do ex-técnico de Flamengo e Vasco para o lugar de Jair. Ventura. Para ele, o momento não era para novas apostas.

A rejeição só foi diminuída quando Ricardo Gomes apresentou a diretoria os números com o desempenho do treinador no comando do Flamengo entre 2016 e 2017.

Luxemburgo é outro que enfrentava a rejeição da maior parte do comitê gestor do clube. O UOL Esporte apurou que os oposicionistas do clube fizeram pressão e até espalharam novamente o celular de Peres nas redes sociais para que o mandatário escolhesse Luxemburgo.

Cuca estava desempregado desde 2017, quando deixou o Palmeiras. O clube da Vila Belmiro negociou neste domingo com José Carlos Peres, presidente da equipe. A principal pendência era referente à comissão técnica.

O treinador passou pelo clube como treinador pela primeira vez em 2008. Agora, chega para ocupar a vaga de Jair Ventura, demitido em 23 de julho. Foram 14 jogos no Campeonato Brasileiro, com três vitórias, quatro empates e sete derrotas. O time ficou marcado pela má campanha, terminando a competição na 15ª colocação.

Futebol