Topo

Futebol


México oficializa saída de Osorio; Santos avança, mas concorre com Colômbia

Colombiano deixa o cargo com 33 vitórias em 52 jogos, recebendo elogios - REUTERS/David Gray
Colombiano deixa o cargo com 33 vitórias em 52 jogos, recebendo elogios Imagem: REUTERS/David Gray

Do UOL, em São Paulo

27/07/2018 18h43

Juan Carlos Osorio não vai seguir no comando da seleção do México e entrou de vez na mira do Santos. Nesta sexta-feira (27), a Federação Mexicana de Futebol (Femexfut) divulgou um comunicado oficial em suas redes sociais para anunciar que não renovará o contrato do treinador colombiano. O clube da Vila Belmiro, há alguns dias ciente de que isso aconteceria, passou parte do dia em contato com o treinador, que também conversa com a seleção colombiana. 

Osorio gostou da possibilidade de assumir o Santos, acenou positivamente aos números oferecidos, mas prometeu responder a cúpula alvinegra somente depois de analisar o projeto da seleção de seu país, que não deve seguir com o argentino Jose Pekerman. Às vésperas das disputas de mata-mata da Copa do Brasil e da Libertadores, o clube paulista tem pressa por um substituto para Jair Ventura e até pediu uma posição para este sábado, mas não há definição de que será atendido. 

Na conversa, o treinador aprovou os reforços estrangeiros contratados pelo Santos recentemente – o costarriquenho  Bryan Ruiz e o uruguaio Carlos Sánchez. Osorio também conhece bem outro nome do elenco santista: o compatriota Jonathan Copete, com quem ele trabalhou no Atletico Nacional. 

A despedida do México, apesar de prevista, foi carinhosa. Osorio assumiu o México em outubro de 2015 com um compromisso de três anos de duração. Muito contestado no caminho até a Rússia, ele liderou uma das surpresas do Mundial, responsável pela eliminação precoce da Alemanha e eliminada jogando bem contra o Brasil. 

“Depois de um período de reflexão, de profunda análise e de diversas conversas entre Juan Carlos Osorio e a Federação Mexicana de Futebol, o professor Osorio decidiu não ser considerado como possível candidato a técnico da seleção nacional do México para o ciclo 2018-2022”, diz a nota divulgada pela Femexfut.

“Agradecemos a entrega, a paixão, o compromisso e o carinho com que (Osorio) atuou e preparou cada uma das partidas nas quais esteve à frente da seleção mexicana, além de sua franqueza e honestidade na tomada da decisão de não ser considerado candidato para o próximo ciclo de Copa do Mundo”, acrescenta o comunicado.

Osorio deixa o México com 52 jogos, somando 33 vitórias e nove empates, sofrendo dez derrotas – o melhor aproveitamento de um treinador na equipe nos últimos 28, segundo a própria Femexfut. Se topar o desafio de comandar o Santos, Osorio vai voltar ao país após três anos, desde que se despediu do São Paulo após alguns meses marcantes. 

Além de Osorio, o Santos também trabalha com os nomes de Zé Ricardo, com quem inclusive chegou a um acerto preliminar, e Dorival Junior, considerado um plano alternativo aos dois primeiros nomes. Conforme publicou o UOL Esporte nesta sexta, Ricardo Gomes, diretor executivo de futebol, espera a resposta do técnico colombiano para levar o nome do novo treinador ao Conselho Gestor. 

Mais Futebol