PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ricardo Gomes "dobra" diretoria e ganha força para definir novo treinador

Comitê Gestor gostou da reunião com Ricardo Gomes e deixou decisão para o executivo - Ivan Storti/SantosFC
Comitê Gestor gostou da reunião com Ricardo Gomes e deixou decisão para o executivo Imagem: Ivan Storti/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

26/07/2018 04h00

O diretor executivo do Santos, Ricardo Gomes, terminou a quarta-feira com mais força na diretoria para definir a contratação do novo treinador. O ex-zagueiro reuniu o Comitê Gestor e convenceu a maioria deles apresentando os números de desempenho de quatro técnicos: Zé Ricardo, Juan Carlos Osorio, Jorge Sampaoli e Dorival Júnior.

Abel Braga corre por fora, pois não demonstrou interesse em assumir o time em conversa com o presidente José Carlos Peres por telefone na manhã desta quarta-feira. Vale lembrar também que a efetivação de Serginho Chulapa, que comandou o Santos no empate contra o Flamengo, está totalmente descartada.

O acordo com Zé Ricardo já está “costurado”, mas Ricardo Gomes ainda não decidiu o nome do treinador que ele levará a votação no Conselho Gestor do Santos. A única definição é que a “caneta” está na mão do executivo santista e que a chance de aprovação dos dirigentes cresceu bastante, independente do treinador que será escolhido pelo ex-zagueiro. 

Ricardo Gomes também conseguiu ganhar mais adeptos para Zé Ricardo. Isso porque integrantes do Comitê Gestor, antes contrários a contratação do ex-técnico de Flamengo e Vasco, ficaram impressionados com os números do treinador na carreira.

Zé Ricardo deixou o Flamengo em agosto de 2017 após 15 anos de clube. No clube rubro-negro, ele conquistou o Campeonato Carioca de 2017. No total, o treinador comandou o clube carioca em 89 partidas. Foram 47 vitórias, 25 empates e apenas 17 derrotas, aproveitamento de 62,2%.

Este desempenho, por exemplo, é bem superior ao de Jair Ventura no Santos. Em 39 jogos, Jair somou apenas 14 vitórias, 10 empates e 15 derrotas, aproveitamento de 44,4%.

Até o desempenho de Zé Ricardo no Vasco, com elenco bem inferior tecnicamente de Santos e Flamengo, supera os números de Jair Ventura no clube paulista. Ele chegou a São Januário em agosto do ano passado e pediu demissão no mês passado. Lá foram 50 jogos, sendo 22 vitórias, 13 empates e 15 derrotas, aproveitamento de 52,7%.

O Comitê Gestor também ficou impressionado com o desempenho de Osorio, que foram apresentados por Ricardo Gomes. No entanto, eles não priorizaram nenhum treinador da lista e apenas esperam a definição de Ricardo Gomes para aprovarem o novo comandante santista em votação.

A cúpula santista fez apenas um pedido a Ricardo Gomes: para que ele tente assinar um contrato somente até o fim do ano com o novo técnico, com opção de renovação. Isso porque o Santos ainda precisa pagar mais três treinadores: Dorival Júnior, Levir Culpi e Jair Ventura, todos com atrasos de salário e multa rescisória.

Futebol