PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em vídeo, Ferguson agradece apoio e médicos que salvaram sua vida

Clive Brunskill/Getty Images
Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/07/2018 11h10

Ex-técnico do Manchester United, Alex Ferguson gravou um vídeo, compartilhado nesta quinta-feira (26) pelo clube inglês, no qual agradece o apoio recebido enquanto se recuperava de uma cirurgia após sofrer uma hemorragia cerebral em maio.

Ferguson fez uma menção especial aos médicos que o atenderam ao longo da emergência e ressaltou que eles salvaram a sua vida. O treinador recebeu alta há seis semanas e dá continuidade à recuperação em sua residência.

"Apenas uma mensagem rápida. Em primeiro lugar, para agradecer à equipe médica dos hospitais Macclesfield, Salford Royal e Alexandra. Acredite em mim, sem aquelas pessoas que me deram tanto cuidado, eu não estaria sentado aqui hoje. Então por mim e por minha família, muito obrigado”, disse.

“Isso me fez sentir tão humilde como todas as mensagens que recebi de todo o mundo, desejando-me o melhor, e os bons votos ressoam muito, muito forte comigo, então agradeço pelo apoio que vocês me deram”, completou.

Ferguson ainda desejou sorte ao Manchester United, atualmente comandado por Jose Mourinho, para o restante da temporada e planeja voltar a frequentar o Old Trafford em breve. “Por último, estarei de volta logo mais nesta temporada para assistir ao time e, enquanto isso, tudo de bom para José e os jogadores. Muito obrigado”, disse.

Atualmente com 76 anos, Ferguson é um dos maiores nomes da história do futebol britânico. Após ganhar três títulos escoceses com o Aberdeen nos anos 80, o técnico, natural de Glasgow, assumiu o Manchester United em 1986.

Ao todo, o treinador comandou os Red Devils por 26 anos e venceu 13 edições do Campeonato Inglês. Entre os outros títulos, o Manchester United comandado por Ferguson também conquistou as Ligas dos Campeões de 1999 e 2008, e os Mundiais de Clubes dos mesmos anos.

Após deixar o clube, em junho de 2013, o escocês lançou duas autobiografias e deu aulas na Universidade de Harvard, nos EUA.

Futebol