PUBLICIDADE
Topo

Futebol

R$ 195 milhões: valor alto faz Richarlison ser questionado antes de estreia

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/07/2018 04h00

Desfecho de uma negociação de 40 milhões de libras (R$ 195,6 milhões na cotação do dia), o acerto entre Everton e o atacante Richarlison ocorreu há dois dias. Ele ainda não treinou e mal conhece o novo clube. Apenas realizou exames médicos, posou para fotos e assinou o vínculo. Mas as cifras envolvendo a contratação do brasileiro de 21 anos, pouco conhecido e vindo de um clube modesto da Inglaterra, o Watford, espantou os britânicos, acostumados à supervalorização de jogadores.

"Richarlison é o jogador mais inflacionado de toda a Premier League?", perguntou o tabloide "Daily  Mirror" nesta quarta-feira (25). Mesmo sem ainda ter amarrado as chuteiras como jogador do Everton, ele é colocado ao lado de apostas caras que fracassaram na Inglaterra, como o zagueiro francês Eliaquim Mangala, que custou 42 milhões de libras ao Manchester City em 2014, e o atacante espanhol Alvaro  Morata, que não teria feito valer os 60 milhões de libras investidos em sua primeira temporada pelo Chelsea.

Jornal da cidade onde fica o Everton, o "Liverpool Echo" reproduziu a definição do jornalista Mike Parkin, criador de um podcast sobre o Watford, para definir Richarlison a seus leitores: "Flashes de brilhantismo misturados com erros terríveis".

O tom da análise sobre o jogador, no entanto, é menos apocalíptico. "Por alguns momentos, ele foi o mais empolgante jogador que vestiu a camisa amarela (do Watford) na década", endossou Parkin. "Definitivamente é uma aposta, mas se Richarlison conseguir reproduzir o que fez no primeiro semestre da temporada passada, o Everton terá um operário de primeira linha nas mãos".

Tantas dúvidas sobre a negociação se explicam pela estreia instável do brasileiro no futebol inglês. O Watford começou a temporada passada com o português Marco Silva, que soube tirar o melhor de Richarlison. Foram cinco gols e quatro assistências nos 12 primeiros jogos da Premier League.

Mas a troca de treinador, em janeiro, fez a evolução estagnar. Com o espanhol Javi Garcia, o atacante perdeu espaço e ainda ficou marcado por um destempero: ao ser substituído no segundo tempo de uma vitória sobre o Chelsea, em fevereiro. Ele se irritou e foi às lágrimas no banco de reservas.

Um dos mais prestigiados jornais britânicos, o "Guardian" aponta outro fator para a queda de rendimento do jogador. Richarlison emendou o primeiro semestre do futebol brasileiro em 2017 com uma temporada completa na Inglaterra, sem férias. O desgaste físico pode ter influenciado na decisão do novo técnico do Watford de não aproveitá-lo com frequência.

A grande cartada que o Everton espera dar com Richarlison está justamente no banco de reservas, já que contratou Marco Silva como treinador para esta temporada. Ele convenceu o clube a investir na jovem promessa e, assim, fazer valer o status de contratação mais cara da história dos Toffees.

Futebol