PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo oficializa venda de Militão para o Porto por R$ 17 milhões

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

25/07/2018 11h02

O São Paulo anunciou de maneira oficial a saída de Éder Militão do time nesta quarta-feira (25). Em nota oficial, o clube confirmou a ida do jogador para o Porto por 4 milhões de euros (R$ 17 milhões), assegurando também 10% da receita de uma futura venda do defensor.

Mesmo confirmando o acordo financeiro com o Porto, o São Paulo assegurou que o jogador só deixará o clube brasileiro a partir de 5 de agosto. Com isso, Militão deverá atuar contra
Grêmio (26/7), Cruzeiro (29/7), Colón (2/8) e Vasco (5/8) antes de embarcar para a Europa.

Em nota oficial, o São Paulo explicou que tentou ampliar o seu contrato com o jogador de 20 anos, e só aceitou negociá-lo pela vontade de Militão em jogar no futebol europeu.

"Nos últimos meses, o São Paulo dedicou todo o esforço possível, em diversas tentativas e propostas, em renovar o contrato de Militão, que se encerra em 11 de janeiro de 2019. Entretanto, o atleta definiu por seguir a carreira no futebol europeu e manifestou expresso desejo em não renovar seu contrato."

Promovido ao profissional no ano passado, por Rogério Ceni, Militão é elogiado por sua polivalência. Além de se destacar na lateral direita, ele atua como zagueiro ou volante. Com as quedas de rendimento de Buffarini e Bruno, ele foi efetivado como lateral por Dorival Júnior em 2017. Para o setor, o Tricolor contratou durante essa pausa para a Copa do Mundo Bruno Peres, que estava na Roma.

Futebol