PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Empresa quer fatia de venda de promessa do São Paulo ao Shakhtar

Marquinhos Cipriano, do São Paulo, virou alvo de uma ação da LP Sports - Erico Leonan/saopaulofc.net
Marquinhos Cipriano, do São Paulo, virou alvo de uma ação da LP Sports Imagem: Erico Leonan/saopaulofc.net

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

24/07/2018 04h00

A escolinha de futebol LP Sports foi, pela segunda vez, à Justiça, e quer receber 20% dos cerca de R$ 4,5 milhões pagos pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, ao São Paulo pelo atacante Marquinhos Cipriano. A empresa alega ser a descobridora de Cipriano, e tem em mãos um contrato com o Desportivo Brasil, antigo clube do jogador, que lhe cedia 20% dos direitos econômicos. Já houve um primeiro processo, exigindo que São Paulo e Desportivo exibissem uma série de documentos. Agora, a LP tenta uma cobrança financeira.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Futebol