PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Em meio a críticas, Neymar é tietado por crianças e estrangeiros em evento

José Edgar de Matos*

Do UOL, em Praia Grande (SP)

21/07/2018 13h24

Depois de deixar a Copa do Mundo sob críticas até de admiradores por supostamente simular faltas e agressões, o atacante Neymar foi bastante festejado em evento no seu instituto neste sábado (21) em Praia Grande, litoral de São Paulo.

O craque da seleção e do Paris Saint-Germain marcou presença nas finais do Neymar Jr's Five, torneio de futebol de cinco que reúne jovens atletas de diversas nacionalidades e é promovido pelo instituto que leva o nome do jogador e pela Red Bull, um de seus patrocinadores.

Antes de a bola rolar, cantores e dançarinos tentaram animar a torcida com apresentações e até puxaram uma "ola". No entanto, o coro que ecoou das arquibancadas, com grande número de crianças, foi "Neymar, cadê você, eu vim aqui só pra te ver!".

Neymar enfim entrou em campo e foi ovacionado. Em breve discurso, parabenizou os participantes, agradeceu os presentes, se disse feliz e honrado por receber o evento e desejou sorte aos finalistas.

Na sequência, o atacante foi para uma área reservada assistir ao evento ao lado de familiares e de seus "parças". O lateral direito Daniel Alves se juntou ao grupo pouco depois. 

Dentre os fãs de Neymar, chamou a atenção a presença de um francês com a camisa do PSG que gritava insistentemente o nome do camisa 10 e acompanhava cada passo do ídolo com o celular. 

O atacante também levou à loucura os times de Colômbia e Argentina que entravam em campo para um jogo decisivo. Antes de a bola rolar, os jovens correram em direção a Neymar, sendo que um deles pegou o celular e tirou uma selfie com o ídolo, quebrando totalmente o protocolo.

Os finalistas tiveram a chance de ver Neymar ainda mais de perto. Ele entrou em campo para cumprimentar cada jogadora de Brasil e Itália, que disputaram a decisão feminina, com triunfo da equipe sul-americana no Golden Score, depois de empate por 0 a 0.

Em seguida, o astro retornou para saudar mexicanos e argentinos, que fizeram a final mista. Um dos jogadores do México (justamente um dos países que foi mais duros nas críticas a Neymar na Copa) ajoelhou no gramado e beijou a chuteira do anfitrião. Quando a bola rolou, 5 a 2 para a seleção da América do Norte.

Neymar em campo

Além de ganhar uma viagem a Paris, os campeões das duas categorias tiveram a chance de enfrentar Neymar, que, novamente ovacionado, foi para o gramado.

O primeiro duelo foi contra os mexicanos. Acompanhado de quatro "parças", Neymar fez gol, deu carretilha e caneta e ajudou sua equipe a vencer por 5 a 2.

A história foi diferente contra as brasileiras. Agora ao lado de quatro amigas, o camisa 10 voltou a distribuir dribles, mas acabou derrotado por 2 a 1 - o gol de honra foi dele.

"Não gosto de perder (risos), mas encontramos um time bom, que ganhou a competição. Parabéns às meninas e fico feliz que o futebol feminino seja mais visto e apoiado. Parabéns a todos e principalmente aos campeões", afirmou Neymar à transmissão oficial da Red Bull. 

O jogador ainda manifestou felicidade pela presença de Daniel Alves e pelo sucesso do evento em seu instituto. "Quero agradecer ao Dani, que interrompeu as férias para prestigiar", disse.

"Fico feliz e contente por participar de um projeto e ajudar as crianças carentes no bairro em que passei a maior parte da minha infância, porque não tive essa oportunidade. Agradeço a Deus por me dar o dom de jogar futebol e a chance de ajudar as pessoas", concluiu. 

Depois dos jogos de Neymar, ainda houve tempo para uma partida entre os participantes do leilão promovido pelo jogador na última quinta-feira. E aí quem roubou a cena foi Davi Lucca, filho de seis anos do anfitrião, que fez um dos gols. 

*O repórter viajou a convite da Red Bull e do Instituto Neymar Jr.

Futebol