PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Contra Arena vazia, Atlético-PR barateia ingressos e plano associativo

Arena da Baixada lotada: cena rara motivou redução de valores para entrar no estádio - CLEBER YAMAGUCHI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
Arena da Baixada lotada: cena rara motivou redução de valores para entrar no estádio Imagem: CLEBER YAMAGUCHI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

21/07/2018 10h00

Em meio à críticas da torcida pela má campanha no Brasileiro e também pelos incidentes na Arena por conta do projeto de “Torcida Única”, o Atlético Paranaense anunciou uma medida para cair no gosto popular: a redução do preço dos ingressos para os jogos do clube e também um barateamento no valor do plano associativo, que garante entrada em todos os jogos.

Com a campanha “Vamos todos juntos por amor ao Furacão”, a diretoria do clube diminuiu de R$ 100 para R$ 70 se comprados até 24 horas antes do início das partidas, em ação já válida para o jogo contra o Peñarol, pela Copa Sul-Americana, na próxima quinta-feira (26), para os setores de arquibancada superior da Arena, com exceção ao Brasílio Itiberê Superior, que é a reta das cabines de televisão. Nesse setor e nos inferiores, o ingresso será reduzido para R$ 80, todos os valores citados para entrada inteira.

Além disso, o novo plano de sócios derrubou o preço da mensalidade de R$ 150 para R$ 90, com direito a acesso em todos os jogos na Arena da Baixada, considerando apenas os setores superiores do estádio, com exceção ao Brasílio Itiberê Superior. Nesses setores, o clube colocará fim aos lugares marcados, disponibilizando todas as cadeiras de maneira livre para o torcedor escolher. Quem já é sócio nesses setores passará a pagar o novo valor à partir de agosto.

As torcidas organizadas terão nova mudança de setor: passam ao piso superior da Coronel Dulcídio – atualmente, ocupam a área inferior. O clube, que teve grande evasão de sócios desde a implementação do acesso biométrico e das novas regras de uso das cadeiras, também ofereceu proposta para o retorno dos ex-sócios, desde que façam a quitação de 50% do valor do período de ausência, reestabelecendo direitos.

Com uma média de público de 9.685 pagantes por jogo – quase 5 mil pessoas a menos que em 2017, quando já havia tido redução de quase 2 mil pessoas por jogo em relação à 2016 – a diretoria atleticana busca uma maneira de ocupar o estádio, que apenas em três ocasiões passou da marca das 30 mil pessoas em jogos de clubes: contra o Criciúma, com ingressos promocionais, contra o Flamengo, na última rodada do Brasileirão 2016 valendo vaga na Libertadores, e no jogo Paraná Clube 1 x 0 Internacional, recorde do estádio com 39.414 presentes.

Futebol