PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato estuda Copa e quer passar legado ao Grêmio: "aprendi demais vendo"

Renato Gaúcho quer passar legado da Copa para grupo de jogadores do Grêmio - Duda Bairros/AGIF
Renato Gaúcho quer passar legado da Copa para grupo de jogadores do Grêmio Imagem: Duda Bairros/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

20/07/2018 04h00

A Copa do Mundo foi analisada minuciosamente pelo técnico do Grêmio, Renato Gaúcho. O comandante gremista disse que estudou profundamente as partidas do torneio e quer ensinar o legado da competição a seus jogadores.

Entre as situações sublinhadas e apresentadas já ao grupo, as falhas cometidas por grandes atletas. Segundo Portaluppi, muitas delas infantis. E principalmente o caminho para o gol: a bola parada.

"É, muita gente fala que eu não estudo (risos). São várias coisas. Várias. Eu respeito o estudo de todo mundo, mas eu tenho minha maneira de estudar. A minha maneira de explicar aos jogadores e do jeito que eles gostam de aprender. Pode ter certeza que passei muita coisa. E o bom é que eles concordam. Eu pedi para o pessoal filmar alguns gols, alguns erros e jogadas. Tudo que falo a eles aqui. Lá estão os melhores do mundo e cometeram vários erros infantis que o meu time não comete. E aí está o sucesso do meu grupo. Detalhes fazem um estrago enorme no futebol. Pedi ao CDD (Centro Digital de Dados) para filmar os erros e passar a eles. Além dos erros, mostrei os gols. Falei dos erros fatais. Fizemos o gol de cabeça, mas a Copa do Mundo foi praticamente decidida assim. Cada um estuda do seu jeito. A gente trabalha, a gente ensina. E aprende também", disse o treinador.

Coincidência ou não, o Tricolor marcou dois gols através da bola parada no primeiro jogo após o recesso do Brasileiro, na última quarta diante do Atlético-MG.

Outro ponto importante citado pelo comandante em relação a Copa foi a postura defensiva de muitos times. O problema já era encarado pelo Grêmio no Brasileiro, sofrendo contra retrancas principalmente quando atua na Arena.

"Aí quando falam na Copa do Mundo… Falam que o Grêmio não fura retranca. Porque os melhores do mundo na Copa não furaram retrancas? Essa Copa do Mundo foi muito boa, aprendi demais só vendo. Mas o mais importante é que o Grêmio valoriza bastante a bola. O Grêmio não se desesperou em momento algum. Sabia que o gol ia sair a qualquer momento. Essa Copa do Mundo passou ainda mais ideias para retrancas. As seleções jogaram bem fechadas. No Brasil, vamos ter opção A e opção B. Os times que gostam de jogar e os que se defendem. O Grêmio vai buscar a vitória sempre, o Grêmio vai buscar o gol. Gosto de ver o time do Grêmio jogando para frente. Com respeito a qualquer equipe, meu time não vai mudar a maneira de jogar", explicou.

O Grêmio soma 23 pontos no Campeonato Brasileiro e agora se prepara para encarar o Vasco.

Futebol