PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após protesto racista, clube russo cancela contratação de atleta negro

Zagueiro havia sido anunciado no último fim de semana - Divulgação/Torpedo Moskva
Zagueiro havia sido anunciado no último fim de semana Imagem: Divulgação/Torpedo Moskva

Do UOL, em São Paulo

20/07/2018 13h03

O Torpedo Moskva desistiu da contratação do zagueiro russo-congolês Erving  Botaki. Por meio de comunicado oficial nesta sexta-feira (20), a direção do clube russo alegou que a desistência está "exclusivamente atrelada ao desempenho da equipe na última temporada", que não dá "compensação" para fazer qualquer tipo de negócio no momento.

No entanto, o atleta, que é negro, vinha sofrendo com ataques racistas desde que foi anunciado, no último fim de semana. As ofensas foram lideradas pelo Zapad-5 Ultras, grupo não oficial ligado ao Torpedo, que tem histórico de manifestações racistas - em 2015, o clube foi punido depois que torcedores imitaram gestos e ruídos de macacos para um jogador adversário.

“Temos preto em nossas cores, mas nas arquibancadas há apenas brancos”, publicou o grupo há dois dias, nas redes sociais. Vale ressaltar que as cores da agremiação são preto e branco.

No comunicado oficial, o Torpedo tratou de afirmar que “a cor de pele nunca foi um critério para a contratação de novos jogadores”, e que “o racismo não tem o direito de existir”.

Futebol