PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Carille chora ao comentar despedida no Corinthians: "Vai ter emoção"

Reprodução/Fox Sports
Imagem: Reprodução/Fox Sports

Do UOL, em São Paulo

23/05/2018 15h42

Por mais que ainda não tenha se despedido dos atletas e funcionários do Corinthians, Fábio Carille já se emocionou nesta quarta-feira (23). Em entrevista aos canais ESPN Brasil e Fox Sports, o técnico, que irá ao Al-Wehda, da Arábia Saudita, chorou ao falar sobre o adeus, marcado para a próxima sexta (25).

Ao programa Bate-Bola, da ESPN, o técnico afirmou que ainda não foi ao CT Joaquim Grava para não tirar a concentração dos jogadores, que enfrentarão o Millonarios na quinta-feira (24), pela Copa Libertadores.

"Sou muito emotivo. Minha presença não ia ser positiva, partiu de mim. Vou abraçar cada jogador, cada funcionário. Me recordo da despedida do Fabio Santos (em 2015), com vários atletas chorando", disse o treinador, visivelmente emocionado.

Pouco tempo depois, Carille chorou de novo ao falar que o seu adeus ao Corinthians será em uma cerimônia privada. "Na sexta-feira vai ser uma coisa mais nossa. Foram 10 anos dentro de um clube, funcionários que tão lá há muito tempo. Vai ser emoção, mas emoção de um período ótimo. "

Ao comentar sua última conversa com Andrés Sanchez, Carille disse que não pensou em pedir uma contraproposta ao presidente do Corinthians.

"Ele veio com carinho, não quis falar de dinheiro, não ia usar proposta para renovação. Mas chegou algo muito grande em relação a valores e ao que eles querem fazer no futebol. A segurança no contrato, eles aceitaram tudo o que a gente exigiu, eles querem revolucionar o futebol saudita. Não mediram esforços. Terei carinho pelo Corinthians sempre, sempre mesmo. Estou em paz, não fácil falar não ao Corinthians, mas testou muito em paz e confiante que vou realizar um bom trabalho lá", disse.

Perguntado sobre a possibilidade de contratar jogadores do Corinthians para o Al-Wehda, o técnico disse que a ainda é cedo para se pensar em reforços.

"Eu tenho que chegar no clube, ver posições e depois começar a indicar jogadores. Vai começar hoje, a analisar os atletas para aí sim tomar definições. Na verdade, eu acompanho muita gente. Sempre muito um observador na questão de olhar outros jogadores. Eu sei quem é quem, quando eu começar a definir as posições e o campeonato, aí sim eu vou indicar jogadores".

Futebol