PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Súmula relata machismo de auxiliar na Série D: "Não é jogo para mulher"

reprodução/CBF
Imagem: reprodução/CBF

Do UOL, em São Paulo

09/05/2018 21h04

Nenhuma mulher estava na equipe de arbitragem do jogo entre Nacional-AM e São Raimundo-PA, pela Série D do Campeonato Brasileiro, mas isso não impediu o auxiliar técnico Isaac Simão Melul de proferir ofensas machistas aos árbitros, comparando-os a mulheres.

“Informo que aos 41 minutos do primeiro tempo, excluí do banco de reservas o auxiliar técnico da equipe do Nacional, o sr. Isaac Simão Melul, após o quarto árbitro ter me informado que o citado ficou reclamando excessivamente das decisões da arbitragem, falando: ‘aqui não é jogo para mudo, não, p..., e nem para mulher. Esse assistente tem que correr mesmo, p...”, diz a súmula da partida.

Isaac Simão Melul é auxiliar técnico do Nacional e teve de ver seu time sair da própria casa com derrota por 1 a 0. De acordo com a súmula, foi expulso do banco de reservas e escoltado pela polícia até o vestiário. A arbitragem era formada por Leo Simão de Holanda, Anderson Moreira de Farias e Jailson Albano da Silva, todos do Ceará.

O documento assinado pelo árbitro ainda destaca que cerca de 100 torcedores do São Raimundo tentaram invadir o gramado ao apito final, na intenção de comemorar a vitória. Leo Simão de Holanda, no entanto, não explica se houve algum incidente.

Futebol