PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Ver Iniesta jogar me ajudou a entender melhor o futebol", afirma Guardiola

Glyn Klirk/AFP
Imagem: Glyn Klirk/AFP

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

27/04/2018 10h12

O anúncio da saída de Andrés Iniesta do Barcelona teve reação imediata de um dos seus grandes ex-treinadores: Josep Guardiola, atualmente no Manchester City. Pouco tempo após o capitão culé confirmar que esta será a sua última temporada no clube, Pep cobriu o craque de elogios.

“Gostaria de agradecê-lo. As pessoas pensam que só os treinadores ajudam os jogadores, mas ele me ajudou a entender melhor o jogo, só de vê-lo jogar. Espero que ele possa voltar um dia ao Barcelona para ensinar a jovens jogadores ou aos profissionais o que ele mostrou em campo”, declarou o treinador, que comandou Iniesta entre 2008 e 2012. Entre 14 títulos conquistados juntos estão quatro do Campeonato Espanhol e duas Ligas dos Campeões.

“Posso dizer muitas coisas, mas o prazer era enorme de vê-lo treinar, como ele deixava tudo mais fácil e natural. Isto foi o que sempre mais me impressionou. O talento dele é muito difícil de se encontrar em outro jogador. Ele foi muito importante para mim, principalmente no meu início no Barcelona, porque não foi fácil para mim e para a minha comissão técnica. Ele sempre teve a confiança que tudo daria certo, e agora eu desejo a ele tudo de melhor no futuro”.

Aos 33 anos e com 649 partidas e 57 gols, o meio-campista está prestes a alcançar a 32ª taça pelo Barça – a da atual liga espanhola. Depois de fechar em alta a sua história no clube onde está há 22 anos, Iniesta tem a China como destino mais provável.

Futebol