PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Continuo achando a CBF que organiza o futebol maravilhosa", diz Parreira

UOL
Imagem: UOL

Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

27/04/2018 12h28

Carlos Alberto Parreira disse em 2014 que a CBF era “o Brasil que deu certo”. Quatro anos depois e no dia em que Marco Polo del Nero foi banido do futebol, o técnico tetracampeão mundial disse manter sua opinião em relação à entidade. Para ele, é preciso separar a “CBF futebol” e a “CBF política”.

“Eu falo da CBF futebol, você está falando da CBF política, vamos fazer essa distinção”, disse Parreira ao ser questionado pelo UOL Esporte. “A CBF que organiza o futebol é maravilhosa. Conversa com o Tite, pergunta se ele tem algo a reclamar, se alguma vez ele não teve apoio da CBF”.

“Ele (Tite) tem o melhor centro de treinamento do mundo, a melhor concentração. A CBF funciona muito bem e sempre funcionou para os profissionais. Quando eu falo da CBF, é futebol e que funciona muito bem".

Apesar dos elogios à CBF, Parreira afirmou ser impossível que a entidade não tenha sua imagem manchada após os escândalos envolvendo os ex-presidentes Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo del Nero.

“Quando se tem três ex-presidentes denunciados, evidentemente que não é coisa boa. Mas meu sentimento é que alguma coisa errada aconteceu. A Fifa não ia tomar uma atitude drástica dessa sem ter analisado”, completou.

Futebol