PUBLICIDADE
Topo

Futebol

TJD dá 5 jogos de gancho a F. Melo e 4 a Clayson por briga no Paulistão

Felipe Melo e Clayson foram expulsos no jogo de ida da final do Paulistão - Marcelo D. Sants/FramePhoto/Estadão Conteúdo
Felipe Melo e Clayson foram expulsos no jogo de ida da final do Paulistão Imagem: Marcelo D. Sants/FramePhoto/Estadão Conteúdo

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

23/04/2018 20h44

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, e o atacante Clayson, do Corinthians, foram punidos em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) nesta segunda-feira (23), pela confusão ocorrida no jogo de ida da final do Campeonato Paulista, no qual ambos foram expulsos após briga generalizada. O jogador alviverde recebeu cinco partidas de suspensão, enquanto o alvinegro levou quatro.

A diferença nas punições, de acordo com o relator João Batista Pereira Neto, foi pelo fato de o gesto de Felipe Melo ter sido "mais acintoso" do que o de Clayson. Os dois foram considerados culpados de agressão física, de acordo com o artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

As suspensões deverão ser cumpridas na próxima competição organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Os dois estão livres para jogar pelo Campeonato Brasileiro.

O zagueiro Henrique, por sua vez, foi absolvido da acusação de cuspir no atacante Borja. Em seu depoimento, o jogador do Corinthians disse que o gesto registrado em vídeo, no qual ele joga a cabeça para frente, pode ter sido causado por um movimento forte de respiração, que ele diz fazer às vezes por causa de problemas no septo nasal.

Já o atacante Lucca, atualmente emprestado pelo Corinthians ao Internacional, e o auxiliar técnico Roberto Ribas, do Palmeiras, foram punidos apenas com advertência. Os dois se envolveram em discussão após a partida, no túnel de acesso aos vestiários.

O Corinthians ainda foi multado em R$ 30 mil pelos sinalizadores que foram acesos pela torcida nos minutos finais da partida, causando paralisação do jogo. O clube acabou absolvido das acusações de não reprimir desordens em seu estádio, como cusparadas de torcedores, lançamento de objetos em campo e confusão com seguranças.

Futebol