PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Final da Copa do Rei tem hino espanhol vaiado e veto a camisas separatistas

Torcedor do Barcelona exibe faixa pró-independência da Catalunha na final da Copa do Rei - REUTERS/Juan Medina
Torcedor do Barcelona exibe faixa pró-independência da Catalunha na final da Copa do Rei Imagem: REUTERS/Juan Medina

Do UOL, em São Paulo

21/04/2018 17h27

Como já se esperava na Espanha, a decisão da Copa do Rei neste sábado entre Barcelona e Sevilla, disputada em Madri, contou com incidentes que remetem à tensão separatista da Catalunha. Entre os episódios mais relevantes no estádio Wanda Metropolitano, o veto a camisas com mensagens pró-independência e vaias ao hino espanhol.

Nos acessos de entrada do estádio do Atlético de Madri, policiais revistaram torcedores do Barcelona em busca de artigos com teor político, especialmente camisas amarelas com mensagens a favor da independência da região da Catalunha. Mesmo assim, alguns torcedores conseguiram driblar a fiscalização e exibiram faixas e bandeiras ligadas ao movimento.

Mais tarde, a execução do hino espanhol com as equipes enfileiradas em campo foi marcada por uma vaia intensa vinda da região o estádio que abrigou a torcida do Barcelona, em momento de constrangimento, em razão da presença do rei Felipe VI no estádio.

As manifestações a favor da independência da Catalunha vêm sendo comuns no ambiente do esporte nos últimos anos. Além de atos que partiram da torcida do Barcelona, nomes como Gerard Piqué e Pep Guardiola já usaram a exposição profissional para externar apoio ao movimento.

A independência da Catalunha foi aprovada pela população local em um referendo em outubro de 2017, não reconhecido pelo governo da Espanha. Mas, depois de uma série de incidentes e tensões nas ruas, a autoridade espanhola conseguiu esfriar momentaneamente o movimento separatista da região autônoma.

Vandalismo

A final da Copa do Rei também registrou acidentes nas ruas de Madri. De acordo com a agência de notícias EFE, um ônibus com torcedores do Sevilla foi atingido com pedras durante o trajeto ao Wanda Metropolitano.

Segundo testemunhas, o veículo fez um desvio de rota e passou por um grupo de fãs do Barcelona, que notaram a presença da torcida rival e passou a atirar objetos, quebrando um dos retrovisores. A polícia agiu prontamente e escoltou o ônibus até o estádio.

Em campo, o Barcelona conquistou o título graças a uma vitória por 5 a 0, com show de Messi, Iniesta e Suárez.

Futebol