PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conte volta a cutucar e diz que Mourinho teve tarefa mais fácil no Chelsea

Matt Dunham/AP
Imagem: Matt Dunham/AP

Do UOL, em São Paulo

21/04/2018 09h52

O técnico Antonio Conte voltou a esquentar a rivalidade com Jose Mourinho ao dizer que teve uma tarefa mais difícil do que seu antecessor Mourinho no comando do Chelsea.

Em declarações publicadas pelo site da emissora “Sky Sports”, Conte respondeu a uma comparação entre os 100 primeiros jogos de ambos como técnicos do Chelsea dizendo que é preciso fazer ponderações. O atual treinador do clube venceu 65 destas partidas iniciais, sete a menos do que Mourinho obteve em sua primeira passagem, entre 2004 e 2007.

"Eu poderia fazer melhor - esta é a minha mentalidade. Com certeza este é uma boa estatística. Mourinho tem 72 vitórias? Mas estamos falando de um bom técnico", disse Conte.

"Não se esqueça que os primeiros 100 jogos com o Mourinho foram há muitos anos. Agora não é simples ter estes resultados no Chelsea. Esta é uma era diferente na história do clube. Há diferenças entre agora e antes e eu tenho que considerar isso”, disse.

Para dar continuidade à comparação, Conte lembrou que foi campeão na temporada seguinte ao Chelsea terminar na 10ª colocação do Campeonato Inglês. E fez algo parecido quando treinava a Juventus.

"Ganhei o título com a Juventus depois de dois sétimos lugares. Quando você conquista o título dessa maneira, é uma grande conquista. Na última temporada, conquistamos o título após o 10º lugar e, quando você conquista o título dessa forma, é uma grande e grande conquista”, completou.

Na atual edição do Campeonato Inglês, o Manchester United está em melhor situação, com 74 pontos. O atual campeão Chelsea tem 63.

Passo a passo da briga

Conte e Mourinho já se estranham faz algum tempo. Os dois discutiram durante duelo entre Chelsea x Manchester United, nas semifinais da Copa da Inglaterra. O Chelsea venceu por 1 a 0 e, na ocasião, Conte minimizou o entrevero, declarando que na lateral do campo “é guerra”.

A confusão entre os treinadores (e também com a arbitragem) começou quando Ander Herrera cometeu falta sobre Eden Hazard. O espanhol recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso, deixando o United com um a menos.

Quatro minutos depois, Conte reclamou de uma falta de Antonio Valencia em Marcos Alonso. “De novo, de novo… Jogue bola”, cobrou o italiano do Chelsea. Mourinho não gostou da pressão do adversário sobre o adversário e dirigiu outras reclamações à arbitragem ao banco de reservas do time londrino.

Foi o estopim para a discussão. Conte então dirigiu-se a Mourinho e à arbitragem para retrucar. O português fez o mesmo. Integrantes das duas comissões técnicas também se envolveram na confusão, que só foi apartada após a intervenção do quarto árbitro.

Em outro momento, no mês de outubro de 2016, no primeiro confronto entre os dois na Inglaterra, o italiano pediu o incentivo da torcida em Stanford Bridge, quando o placar apontava 4 a 0 para o Chelsea, e teve a ação repreendida pelo português ao fim da partida. Mourinho classificou a atitude como uma “humilhação”.

O italiano ainda provocou o treinador rival ao dizer que quer evitar uma “temporada de Mourinho” em 2018 – depois de se sagrar campeão pelo clube londrino em 2015, o português fez péssima campanha no ano seguinte e acabou demitido.

Futebol