PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-Chelsea tem recurso negado e segue impedido de defender Guiana Francesa

AP
Imagem: AP

Do UOL, em São Paulo

19/04/2018 12h17

A Corte de Arbitragem do Esporte (CAS) negou o recurso apresentado pelo meio-campista Florent Malouda e manteve a proibição que impede o ex-jogador do Chelsea de defender a seleção de Guiana Francesa.

Malouda tem 37 anos e atualmente defende o FC Differdange, de Luxemburgo. Em 2017, o jogador disputou uma partida pela Guiana Francesa na Copa Ouro, o que acabou gerando uma suspensão de dois jogos e vitória por W.O. na ocasião para a adversária Honduras.

O meio-campista nasceu no país localizado na América, mas já defendeu a França (que colonizou a Guiana Francesa). A Fifa informa em seu regulamento que um jogador que já defendeu uma seleção não poderia defender outro selecionado em uma competição internacional. Malouda disputou a Copa de 2006, atuando inclusive na decisão do título contra a Itália.

Como a Guiana Francesa não é filiada à Fifa, o meio-campista alegou que poderia defender o país. Porém, o CAS considerou que ele "violou as regras da Copa de Ouro e os regulamentos de aplicação dos estatutos da FIFA" e que as sanções tomadas contra o jogador "estão em conformidade, disposições aplicáveis e não parecem ser desproporcionais".

Futebol