PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fora de estreia na Libertadores, Rodriguinho vê dérbi como jogo memorável

Rodriguinho anotou gol de rara beleza diante do rival Palmeiras - Ale Cabral/AGIF
Rodriguinho anotou gol de rara beleza diante do rival Palmeiras Imagem: Ale Cabral/AGIF

Do UOL, em São Paulo

26/02/2018 11h29

Principal nome de Corinthians 2 x 0 Palmeiras no último sábado, o meia Rodriguinho concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira para falar do desempenho marcante contra o rival. Autor de gol e de um pênalti sofrido, ele definiu o jogo como um dos melhores de sua carreira. Na sequência, também lamentou a ausência para o jogo de quarta-feira, contra o Millonarios-COL.

"Feliz demais. Não dava para imaginar melhor. Foi um sentimento de satisfação muito grande depois do jogo, de dever cumprido,de saber que fiz o melhor e saí com uma vitória tão importante pelos últimos resultados. É um clássico que ano passado nos deu uma força muito grande e agora pude ajudar diretamente para trilharmos um caminho de vitórias e títulos como em 2017", comentou Rodriguinho.

"Acho que o gol foi o mais legal. A jogada do pênalti, se ele [Dudu] não faz, eu talvez conseguiria fazer o gol. Seria outra jogada bonita. A zoeira fica pela torcida, de rolinho [em Felipe Melo]. Não é o mais importante, mas o gol e as jogadas que ajudaram a equipe sim", ainda declarou.

"Acho que se equipara [ao jogo contra a Ponte Preta na final do Paulista, em Campinas]. Ficará gravado esse jogo na minha memória, assim como o São Paulo no Morumbi [pela semi do Paulista 2017] também ficou. Esse vai entrar também", comparou.

Ausente da Libertadores, Rodriguinho se lembrou da suspensão por ter sido expulso contra o Racing, na Sul-Americana 2017. "Foi um momento difícil, sofri bastante, fiquei bravo comigo por ter sido juvenil. É uma competição que todo mundo espera muito. Vamos aprender com os erros", afirmou.

Futebol