PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco para de pagar ex-funcionários e pode sofrer novas ações judiciais

Campello na posse como novo presidente; clube pode sofrer ações judiciais - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Campello na posse como novo presidente; clube pode sofrer ações judiciais Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/02/2018 04h00

Um grupo de funcionários que havia sido demitido com a chegada de Eurico Miranda à presidência do Vasco, no início de 2015, pode ingressar novamente contra o clube na Justiça do Trabalho. Eles haviam aceitado um acordo proposto pelo Cruzmaltino e começaram a receber as parcelas a partir de setembro do ano passado. Porém, quando o novo mandatário, Alexandre Campello, assumiu em 2018, eles deixaram de ter as verbas depositadas. O Vasco enfrenta uma crise financeira e ainda está devendo o salário de dezembro, décimo terceiro e férias.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Futebol