PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bernard recusa China e aguarda fim de contrato no Shakhtar. Napoli sondou

John Thys/AFP
Imagem: John Thys/AFP

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR)

23/02/2018 04h00

Em sua melhor temporada no Shakhtar Donetsk, com direito a gol no Manchester City e sucesso no continente europeu, Bernard se prepara para o que define entre os mais próximos como “contrato de sua vida”.

Com o seu atual vínculo se encerrando em junho, o meia-atacante de 25 anos calcula que poderá estar chegando aos 30 ao fim do próximo acordo e, portanto, quer pesar diversos fatores antes de definir o seu destino. Depois de entrar em campo na vitória de 2 a 1 sobre a Roma, no jogo de idas das oitavas de final da Liga dos Campeões, e ser eleito o melhor em campo, ele embarcou ao lado de seu empresário Adriano Spadoto para Londres.

A capital inglesa funciona como quartel-general para decidir o seu futuro. Parceiro de Spadoto e responsável por intermediar a sua ida para o Shakhtar em 2013, o agente Giuliano Bertolucci comanda os seus negócios a partir dela.

Ele passou o último carnaval em Punta Del Este, no Uruguai, e já voltou ao trabalho para preparar a janela de transferências do meio do ano. Entre as suas prioridades, conforme apurado pelo UOL Esporte, está encontrar um novo clube para Bernard. A Premier League representaria o cenário ideal e a avaliação é de que existe a chance de encaixe em um clube de meio da tabela.

Essa perspectiva somada a outras possibilidades fez com que Bernard, mesmo não se mostrando completamente contrário, rejeitasse uma consulta de ida para a China no mercado que se encontra aberto até o próximo dia 28. O Hebei Fortune, do ex-são-paulino Hernanes, o procurou, sem sucesso.

O Napoli também fez contato e iniciou conversa, embora a questão financeira tenha despontado como empecilho inicial. O atleta até topa deixar o Shakhtar para ganhar o mesmo que recebe na Ucrânia, porém, não cogita baixar o seu atual patamar salarial. Outro custo que ainda teriam de arcar seria com as luvas que precisariam desembolsar ao meia e aos seus empresários.

Ele não abre mão especialmente desta segunda condição, afinal, não será necessário pagar qualquer quantia aos ucranianos.

No fim do ano passado, o Palmeiras procurou Bertolucci em Londres para perguntar a respeito de Bernard em meio às tratativas pelo lateral esquerdo Diogo Barbosa, também representado pelo agente. Um retorno ao Brasil é tido como improvável neste momento.

Em 26 partidas na atual temporada, a revelação do Atlético-MG fez nove gols. No confronto com a Roma, ele teve 90% de acerto nos passes e foi quem mais tocou na bola pelo Shakhtar, 73 vezes.

Futebol